https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Alvorada

 
A grande musa inspiradora
Desfila indiferente diante dos meus olhos.
Fria e negra, assovia por entre os dentes
A cantiga ligeira que força a janela branca.

Uma tristeza-lamparina silencia.
Desperto com palavras nos olhos
E lágrimas na boca.

Vejo pelas frestas antigas
Caminhos que, de tão íngremes,
Tombam os mais valentes, um após o outro.

No céu, pelo monóculo alvo e translúcido
Entrevejo o universo...
Olhos fixos por um tempo que não preciso...

Um suspiro secular rompe as correntes
E um deus dourado emerge para a vida!
 
Autor
vanemarx
Autor
 
Texto
Data
Leituras
797
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.