https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Nada sei nem quero- (samanthabeduschi)

 
"..uma bola do "saber" dentro de uma bola da "ignorancia", quanto mais saber mais a bola do "saber" enche, mais toca na bola da "ignorancia"."

nada sinto
se o sinto nao o sei
provo o que das palavras
sábias me deito como
provo...
o amor pelas mesmas
de sabedoria dita

esténico a esta escrita
enigmático!
a porta da palavra morta,
fria
o calor deste corpo quente,
a boca dos dedos
cosmopolita.



Aglutinemos nossas almas, talvez possamos dar um pouco de alegria à nossa infindável tristeza.

 
Autor
Caopoeta
Autor
 
Texto
Data
Leituras
484
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.