Mensagens -> Amor : 

Carta 30

 
Buscando uma razão.



Amour,




Mais uma lauda. Recebo de ti tão doces e melindrosas palavras. Esse teu amor aqui descrito a base de espumante e muitas saudades me fazem ainda mais apaixonada por ti, mon cher. Pudera eu estar contigo nessas tuas horas de agonia. Devo dizer-te mon amour, e juro a ti, não estou sendo egoísta, mas, o que me aquieta é esse meu envolvimento com os meus escritos. Tenho esmerilhado cada verso, somente pensando em ti. Sinto tanto tua falta Pierre.



Por muitas vezes, cheguei à insanidade detendo-me em delírios de paixão, lágrimas, sonhos... Tenho comentado com Michel o quanto tua falta deixa-me pesarosa e carente. Ele é um grande amigo, tem me ajudado a superar tudo isso. Sempre disposto, não só com o projeto, que tu sabes o quanto a mim é importante. Michel tem contatos com editores de renome e isso tem me feito acreditar que realmente esse meu sonho seja um dia realizado. Prometi a ti, detalhes do projeto, pois bem, quero que tu saibas, pois sei o quanto amas tua Jolie e mesmo longe apóia aquilo que tanto gosto, mesmo que isso, repito, amour, não passa de uma maneira de tentar amenizar toda essa minha saudade que já não há como descreve-la de tão imensa.



Pierre, como tu sabes, Michel é um artista. Desenha como poucos. Suas mãos são hábeis, seu pulso firme e suas palmas trazem a singular sensibilidade tatuada a nanquim e a extinta brasa de um combusto carvão. Aos poucos, os traços ganham forma e a vida se traduz na mais perfeita cinestesia das mãos de um homem. Juntamos então, os versos às imagens e, confesso, ficou perfeito! Isso tomou-nos certo tempo, pois tu sabes amour o quanto me dedico a algo que amo. Não lhe enviarei nada agora, pois quero que tu vejas por completo, sei que tu irás gostar muito e sentirás orgulho de mim. Estou tão feliz mon amour! Sei que se aproxima teu aniversário e por isso, envio-lhe este presente. Eu sei, não é muito, mas este meu retrato, junto à roseira, é o que de melhor posso lhe oferecer neste momento, ela é recente e demonstra meu estado de espírito.



Saiba amour, todos os beijos que ainda não te dei, estão cá, guardados e desesperados por tua boca. Tu nem imaginas o que a saudade é capaz trazer ao coração de uma mulher. Estou tão longe de ti, e isso tem me consumido. Tento a cada dia, renovar-me de tuas palavras para que elas não se desfaçam em meio as águas do oceano. Fecho os olhos diversas vezes para recordar teus traços e reforça-los em minha mente e meu coração para que eles nunca se apaguem. Repito todas as doces palavras que consigo lembrar-me das poucas vezes que estive junto a ti. Está tão difícil amour.



A distância é mais cruel do que imaginei. É uma voraz devoradora das lembranças. O que sobra é a certeza desse nosso amor, tão nosso. Custa-me tanto entender que ainda resta uma longa espera. Tu sabes Pierre, o quando sou inquieta. Não consigo esconder meus sentimentos. Tudo o que eu queria era tê-lo em meus braços novamente, pois arde em mim um desejo incontrolável. Sou tua Pierre, sempre serei. Nunca duvides disso.







Um gole de Charles Baudelaire pra que tu reflitas:



mais il ne te suffit pas d'être seule illusion immense

pour un faux coeur avoir ta prionnière?

que importe ce qui a dans toi, de stupide indifférence?

Le masque qui importe? J'aime ta beauté!







Eternos beijos,





Jolie Chevalier


Jey

 
Autor
Jey
Autor
 
Texto
Data
Leituras
842
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/09/2009 06:56  Atualizado: 06/09/2009 06:56
 Re: Carta 30
Buscar uma razão para o amor.
Parei!!!
SO LHE DIRIA O AMOR