https://www.poetris.com/

 
Offline
leonardalmeida
Pleonásmico
ainda vou entrar pra dentro do seu quarto bagunçado trancar sua porta trancar suas pernas a mim e...
Enviado por leonardalmeida
em 19/02/2012 22:05:09
Offline
leonardalmeida
esfumaçado céu da boca
me preparo pra ser lançado violentamente à rua junto com a fumaça, uma cusparada direta dos brô...
Enviado por leonardalmeida
em 28/01/2012 10:17:11
Offline
leonardalmeida
a náufraga
da deserta silente ilha esperando o resgate ou o fim da ressaca e então a calmaria contemplava...
Enviado por leonardalmeida
em 28/01/2012 10:16:25
Offline
leonardalmeida
pretérito imperfeito
lembro de você no meu quarto todos os dias toda minha toda nua teu sorriso tuas pernas teus seios...
Enviado por leonardalmeida
em 27/01/2012 03:17:52
Offline
leonardalmeida
Sexcelsior
se do amor tudo surge surge especialmente o sexo mesmo sem nexo convexo ou retilíneo público ou e...
Enviado por leonardalmeida
em 27/01/2012 03:15:52
Offline
leonardalmeida
The Night Has A Thousand Eyes
Ao som de John Coltrane a cada sol de cada dia morto que cai a noite revela um rosto esc...
Enviado por leonardalmeida
em 27/01/2012 03:14:59
Offline
leonardalmeida
Meteoritos (ou migalhas do pão universal)
entre um salto quântico e a dança no vácuo sob o maior silêncio já encontrado entre asteróides bê...
Enviado por leonardalmeida
em 19/09/2011 20:18:06
Offline
leonardalmeida
O amor nos tempos da web
1.0 Ele a curtia todos os dias quando visualizava seu perfil acompanhava atentamente as postagen...
Enviado por leonardalmeida
em 19/09/2011 20:16:39
Offline
leonardalmeida
despertadores não despertam ninguém
acordar não é despertar é recomeçar o ciclo diário trabalhar chegar no horário bocejar pensar ...
Enviado por leonardalmeida
em 07/12/2010 23:46:43
Offline
leonardalmeida
cigarro
me preparo pra ser lançado violentamente ao ar junto com a fumaça eu caio ela levanta e se encont...
Enviado por leonardalmeida
em 07/12/2010 23:45:29
Offline
leonardalmeida
Dormir que nem chinês
Descobri outro dia que em qualquer lugar que fosse lugar qualquer que ia quando sentia aquele bai...
Enviado por leonardalmeida
em 04/12/2010 16:26:45
Offline
leonardalmeida
carvão
de choro embotado em lágrima feito ferida estancada em sangue ardem os olhos em brasa impedindo q...
Enviado por leonardalmeida
em 04/12/2010 16:01:52
Offline
leonardalmeida
fumaça
me arqueio e sou lançado ao ar exalado vagarosamente como a fumaça expirada pelo carro, bueiro, c...
Enviado por leonardalmeida
em 04/12/2010 16:00:59
Offline
leonardalmeida
Perispírito
Descobrir-te saber quem tu és depois de tanto crer e através, dos olhos da alma enxergar-te sem p...
Enviado por leonardalmeida
em 28/03/2010 08:43:14