Banco enfeitado

 
                    Banco   enfeitado
 
O sol chega e me favorece com um suave beijo aquecido
Ergo os braços agradecidos e, o reverencio
O dia será belo, meu coração sente e bate tranquilo ,minha tarefa diária é seguir
as direções que ele indica
Propostas com emoções e, belezas que quero ver
Uma delas e o encontro de seu olhar amoroso e convidativo, sem me apressar
Vamos passear?
Ir para a praça e sentar em um banco enfeitado
Me apresso e vamos de braços dados!

Nereide
 
                    Banco   enfeitado

Braços Abertos

 
Onde te escondes?
Procuro e, não te encontro
Estas distante
Mas sinto-te por instantes

Onde andará
Meu amado, amante?
Meu coração fenece
Meu corpo em frêmito estremece

Quando estará
Novamente ao meu lado?
Ouves sei meu pensamento
Um rufar de contentamento

Sinto que estas voltando
Sei que a espera é longa
À cada dia... mais perto
Te espero com meus braços abertos

Nereida
 
Braços  Abertos

Beijo no coração

 
Beijo no coração
 
Apenas um beijo no coração a todas as mamães do Luso-poemas, mães que sabem sonhar lindos sonhos com seus filhos e fazem da escrita um caminho de amor.
Paz e luz
 
Beijo no coração

Segundo o vosso coração

 
Segundo o vosso coração

Sou assim, aprendi com minha amada mãe a ajudar as pessoas sem olhar a quem. Quem me conhece sabe dos trabalhos voluntários e outros ao longo da minha vida.
Sou julgado o tempo todo pelas pessoas, sempre segundo a visão que elas têm do mundo.
Num mundo consumista, onde as pessoas aprendem a ser movidas por interesses, elas sempre procuram um motivo obscuro em mim, que norteie minhas ações.
Perguntas do tipo, o que ganhas com isso, ou qual o seu interesse? São comuns.
Um dia, ao ajudar uma senhora, que já passou dos setenta anos, a realizar um dos seus sonhos, suscitei em muitos corações a pergunta: Por que ele fez isto?
Pois, aqui vai minha resposta.
Perguntem para Deus por que ele criou o ser humano, que a minha resposta será idêntica a dele.
 
Segundo o vosso coração

Coração Velho

 
Coração Velho
 
Como o olhar carrancudo de um coração velho,
o tempo rasga o sorriso que de criança restou...
Exibindo pela janela memórias que registou.
Promessas que não cumpriu...
Amor que não amou...

Amor esse não mais avistado
no tempo que ainda hoje decorre,
seguindo assim, de preto e decalcado
coração velho esse que não mais morre.

Velho coração que implora morte ao tempo!
Apenas por memórias sustentado ao momento
e que por não mais aguentar a dor no peito
decai no ato infortúnio da justiça própria a seu jeito.
 
Coração Velho

Amor atemporal

 
              Amor   atemporal
 
Esse amor atemporal
Vindo na invernada
Quando não tinha nada
Desfeita, incrédula,sem igual
***
Em meu peito um temporal
Pulsando o coração louco
Feliz pois a vida o pouco
Que tive e, vivi,foi um mal
***
Mas no presente, premiada
Com esse amor atemporal
Dirão talvez:--ser imoral
Não julguem,pois estou Apaixonada!

Nereida
Poetar um estado de espirito
Espelho da alma
 
              Amor   atemporal

Parabéns maninha

 
Hoje neste dia vinte e um de julho
Acordei com um barulho
Vi um anjo abrindo a janela
E por ela adentrar os raios coloridos
Vindos do céu para iluminar este dia
Este dia que é pura alegria
Desde o dia que você nasceu
E hoje este anjo veio lembrar-me
Que outro anjo comemora mais um ano
De vida de alegrias e surpresas
Um anjo que sempre está presente
Um anjo que não sabe dizer não
Um anjo que soube sempre onde pisa
Um anjo que faz a gente ser feliz
Um anjo ao qual agradeço por existir
Este anjo é você minha querida irmã
Feliz Aniversário!
 
Parabéns maninha

O AMOR

 
O amor não tem explicação.
Este feito sem afagos,
Sustentados por olhares...
Feito de palavras, dedilhadas.
Que por vezes se perdem no vazio.
Este amor do imaginário.
Chamado de amor virtual.
Pode ser um amor real.
Quem disse que não?
O amor não tem razão...
É feito de sentimentos.
Coisas do coração.
E coração meu amor,
é terra que ninguém anda.
Assim este amor caminha... Moderniza-se.
Se antes as cartas de amor chegavam via correio,
e enchiam corações de alegrias.
Hoje elas chegam via e-mail.
Contagiam com suas imagens e cores.
A net chegou!
Tudo modificou.
Facilitou vidas, conquistas.
Mas o amor... Ainda é o mesmo.
Sobrevive, resiste a tudo.
Ultrapassa barreiras.
Encanta, apaixona.
Transforma o feio no belo,
cria expectativas, fantasias.
Enche nossas vidas de alegria
Porque o amor é encanto, magia.
 
O AMOR

Como esquecer um amor

 
Como esquecer um amor

Amor, diga-me...
Quantas peças eu tenho que encaixar
Para me aproximar de você novamente?
Quantos rabiscos eu tenho que rabiscar
Para completar o seu nome e junto dele;
A palavra, eu te amo.
Você se tornou um quebra-cabeça para mim.
Que mesmo juntando todas as peças desse
Quebra cabeça você se tornou mudo nesse
Terrível silêncio que emudeceu
E calou o meu belo jardim.
Não é fácil esquecer um grande amor assim.
Não é fácil esquecer os beijos trocados
As juras declaradas, o conforto de um abraço.
Como esquecer um amor que nos fez tão bem
Que nos deixou mal acostumados num vai e vem
De carícias, de paixão,
Que nem mesmo os delírios do coração
Foi capaz de entender tamanha emoção.
Não dá para esquecer você...
Não me peça isso, não me peça para te esquecer!
Pois não consigo, fogem de mim quaisquer atitudes
Que eu possa ter para deixar de te amar.
Não me peça para te esquecer... Tentei... Tentei,
Mas tudo foi em vão, tudo ficou sem solução.
Se você quer me esquecer, tudo bem, eu aceito,
Mas não me peça para deixar de amar você!

Izaura N. Soares
 
Como esquecer um amor

REFLEXÃO DE NATAL!

 
REFLEXÃO DE NATAL!

by FatinhaMussato

Os dias se tornam mais claros e amenos, e as noites mais alegres...
Parece haver uma alegria, uma emoção diferente que vibra, influenciando a humanidade, levando-a experienciar sentimentos e anseios melhores do que na maior parte do ano...
É o sentimento de amor, inspirado no Amor do Cristo de Deus, que nos atrai com seu tropismo próprio, levando-nos a desejar ser melhores, a nos sentir mais irmãos, mais filhos de Deus; mais conscientes da realidade de que fomos criados a partir de seu amor, sendo, portanto, todos os irmãos, formados a partir da mesma matéria-prima: AMOR DIVINO.
Nosso coração se expande e queremos auxiliar a todos...
Telefonamos, enviamos cartões, trocamos presentes, mas nos esquecemos do real sentido dessa influência benéfica que nos envolve, que é o retorno à Fonte de tudo: Deus.
Planejamos a festa nos mínimos detalhes e nos esquecemos do mais importante: convidar o aniversariante, que é Jesus.
Nessa época, uma certa melancolia, um certo desconforto invade noss'alma e, às vezes, até buscamos ajuda médica, por desconhecer que é a manifestação de nosso espírito, saudoso de seu Mestre e Senhor.
Precisamos começar a convidá-lo para nosso lar, para nossa mesa festiva, para dentro de nosso coração, de onde jamais o deveríamos ter afastado com os nossos desejos, pensamentos e atos contrários à Lei de amor.
Saibamos vivenciar essa época, permitamo-nos ser e fazer felizes a todos os que se aproximam de nós, em nossa jornada terrena!
Descubramos, enfim, o verdadeiro sentido do nascimento do Jesus, o Cristo de Deus, em nossas vidas!

INÉDITO
Jales, 08/dezembro/2007 - sábado - 14H00
 
REFLEXÃO DE NATAL!