https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de nereida

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de nereida

Sabor de hortelã

 
Sabor de hortelã
 
Foi um beijo suave, prolongado
Beijo terno de enamorado
Com sabor de hortelã.

Sobre a mesa uma romã
Grãos translúcidos encarnados
Doces como pingo de mel.

O amor em meu peito transbordado
De carinho que eleva ao céu
Vem com ramalhete de flores.

Lindas ,coloridas, mil cores
Pequenina delicada cravina
Em um bilhete dizia:
Te amo menina.

Nereida
 
Sabor de hortelã

Asas ao meu sonho

 
Asas  ao meu sonho
 
Quero o silêncio
Quero estar só
Dar asas ao meu sonho
Sonhando acordada
Para não perder nada!

Com meu licencio
Presa a um cipó
À voar então me ponho
Sonhando nas alturas
Com aroma de fruta madura.

Espargindo o meu aroma
Ouça o chamado, só!
Não me venhas com lesuras
Sou fêmea madura
Fruta com sabor e, brio
Uma fêmea no cio
Mais nada!

nereida
 
Asas  ao meu sonho

Rosa vermelha

 
Rosa  vermelha
 
Porque me fere,
Se te admiro tanto?
És voluntariosa, quanto!
Meu coração aberto insere.

Todo teu perfume
E todo teu charme
O desejo que me ame
E não tenha ciúme.

Não. não! tudo que preciso
No alto de sua beleza
Tenha um pouco de nobreza
Seu espinho fere, peço mais ciso.

Sua deslumbrante cor
Vermelho da paixão
Trouxe em meu coração
Você não sabe mas... é seu meu Amor.

Nereida

https://novanereide.blogspot.com
 
Rosa  vermelha

Amores que chegam

 
Amores  que chegam
 
Ah! amores que chegam
Vem trazendo toda alegria
Um rufar de tambores, ah amores!
Um vulcão em chamas, me chama
E eu atendo feliz por esse dia.

Vento forte bate à janela
Escancara mete a cara
Não pede licença...pede amor
Como o nascer de uma flor
Branca, encarnada, amarela.

Chilreio de passarinho
Batendo asas alegremente
Assim chegou como verão
Conquistando, pura emoção
Ah amor! façamos o nosso ninho.

Nereida
 
Amores  que chegam

Vigília

 
Vigília
 
Nesse silêncio congelante
Tendo a alma congelada
Pululam os pensamentos
Na madrugada sem amante.

Só, estou triste, acordada
Não sei dos teus passos
Uma oração então eu faço
Nessa fria madrugada.

A noite assim pede
Para o dia nascer
Você não veio dizer
A vigília existiu e,pronto se despede.

Nereida
 
Vigília

Só de pirraça

 
    Só   de pirraça
 
A saudade vem e me abraça
Sem que eu a chame
Nem a palavra declame
Surpresa fico sem graça

E, só de pirraça
Eu canto entediada
Uma melodia mesclada
Sem tino, sem graça

Transparente vidraça
Minha alma é assim
Presa na lembrança sem fim
Embaraçada e sem graça

Em pé:-manga arregaçada
Enfrento o dilúvio
Respiro eflúvios
E sorrio com graça!

Nereida
 
    Só   de pirraça

Não nego

 
       Não  nego
 
Estou com medo.
Sim. Não nego.
Tento escrever.
Não mexo os dedos.
Mãe, venha escutar!
É poesia, é pura.
Mãe socorre,
Mãe escuta.
Estou com medo.
A vida é curta,
Não nego.
O futuro não enxergo.
Vou escrever um poema.
Não sei o tema.
Tenho medo.
Do obscuro,
Do futuro,
Não nego!!!!

Nereida
 
       Não  nego

Quero esse tempo

 
Quero esse tempo
 
Pele tostada
Corpo aquecido
Sol dourado
Tempo esquecido
Quero esse tempo
Murmúrio do mar
Água salgada
Quero esse tempo
Mar em movimento
Corpo moreno
Com olhar esverdeado
Quero esse corpo
Ah como te quero!
Tempo de ser amado.

Nereida

https://novanereide.blogspot.com
 
Quero esse tempo

Dia das mães

 
 Dia  das  mães
 
Hoje é o dia das mães
Hoje é o dia das mães?
Coloque a mesa
Divida os pães.

Cante uma seresta
Ofereça o seu olhar para ela
Caminhe na paralela
Que festa é esta?

A onde foram todos
Se chegue beije-lhe a testa
Para onde foram
Que festa é esta?

Todo dia é o dia
Do Pai do Filho, da Mãe
Coloque a mesa
Divida os pães.

Nereida
Á todas as mães do planeta
O presente maior é a sua presença.
 
 Dia  das  mães

Inquietudes

 
Inquietudes
 
Nas inquietudes de meu coração
Sendo arteiro e peralta
Desolado sempre falta
Aos anseios e a paixão.

Me acalmo e vislumbro
O sol dourado sorrindo
A minha tristeza vai fugindo
Minha melancolia eu encubro.

Nereida

Pobre coração que padece
Por uma paixão adoece
Por um amor fenece.
Nereida
 
Inquietudes

Brandura

 
    Brandura
 
Por onde eu ia
Caminhos que não disfarço
Meus pés descalços
Não vejo a estrela guia.

Meus olhos à procura
Pisando a relva macia
Gota de orvalho me acaricia
Sorriu com brandura.

Por onde eu ia
Para onde eu vou
Quero alçar voo
Quanta melancolia.

Sem meu eu,sem ti
Sem flores do jardim
Longe mesmo de mim
Nas asas da pomba juriti.

Nereida

https://novanereide.blogspot.com
 
    Brandura

Amar é tão bom

 
 Amar é tão bom
 
Mesmo que seja em pensamento
Me mande bons fluídos
Um beijo sem alarde, sem ruídos
Saberei no mesmo momento.

Longe e perto
Junto ao peito com efeito
Da paixão bate meu coração
Em ritmo do amor.

Amar é tão bom!
Melhor que saborear um
Bombom, o melhor caminho e,
Destino.

Destinado meu ser para um
Único lugar, trilhar o bom,o bem
E só ... Amar!

Nereida
https://novanereide.blospot.com
 
 Amar é tão bom

Fidelidade

 
Fidelidade
 
Sem que veja o tempo
Passa
Parecendo até
Fumaça
Se esvaindo no ar sem que se possa segurar.
Fumaça inodora, insonsa,sem graça.
Não ha ondulacões é reta,certeira,com certeza na direção certa.
Tão curta ,se furta não escuta.
é obediente em sua caminhada, não ha retorno,não ha atalho.
Não me oponho a essa fidelidade, correndo atrás da felicidade, tão próximo do fim!

Nereida
https://novanereide.blogspot.com
 
Fidelidade

Eterna criança

 
 Eterna  criança
 
Ha! o que escrevo
São palavras simples de uma pessoa simples mas sonhadora.
Um cotidiano normal como tantos outros
Dentro de mim há uma fada que faz ter sonhos bonitos e muita fantasia.
Olhar o belo que existe nas mínimas coisas, no olhar de uma criança,no olhar de um pássaro, no balanço do mar.
A beleza da flor que cultivo, pisar na relva umedecida pelo orvalho da noite.
Molhar os pés na orla da praia, dar vivas para a vida.
Assim sou eu... eterna criança!

Nereida
 
 Eterna  criança

Sonhadora

 
Sonhadora
 
Parte de mim
Corre pela relva orvalhada
Com pés nus ,refrescada
Ser assim:

Sonhadora, sensível
Faz parte de mim
Ser assim
O sonho não pode ser removível.

Sou assim
Com pranto ligeiro
Admirar o pessegueiro
Seu fruto, sou fruto
Maduro, diamante bruto
Sou natureza bela
Vejo tudo passar pela janela
Pobre de mim!!!!

Nereida

https://novanereide.blogspot.com
 
Sonhadora

Sem saída

 
  Sem  saída
 
Embarco nessa tristeza que em mim reside.
Navego por caminhos intrínsicos , nesse labirinto não há saída.
Há uma porta fechada.
Proibido passar!

Nereida
 
  Sem  saída

Meu grito

 
     Meu  grito
 
Um grito na escuridão.
Mas ninguém ouve,
Ninguém soube,
Que era o grito de meu coração.

Em minha solidão permanente,
Meu eu, somente eu.
Sei que a voz correu,
Muito longe e tristemente.

A voz segue abafado.
As palavras querem voar,
Livremente pelo ar.
Como um canto eternizado.

Nereida
Amar é mudar a alma da casa.

Mario Quintana.
 
     Meu  grito

Sou triste

 
Sou  triste
 
Bom dia tristeza!
Que me acompanha
Até a noite e me apanha
Melancólica, sem firmeza.

O dia perdeu suas cores
Ou meus olhos se recusam
A ver o belo, as flores recuam
fogem de mim, de minhas dores.

Bom dia tristeza
Agarrada à mim
Não me deixa, segue até o fim
Porque sou triste:--Sou tristeza!

Nereida
https://novanereide.blogspot.com
 
Sou  triste

Enebriante

 
Enebriante
 
O que me faz feliz:
Apenas o teu sorriso
Meigo, a gargalhada sem siso
Palavras lindas que diz.

Feliz apenas por ouvir
No silêncio que fala
No amor que exala
E enebria e, o que está por vir.

Feliz você me faz
Ao soprar ao meu ouvido
O poema que não duvido
O bem que ele me traz!
Nereida
 
Enebriante

Sou universo

 
  Sou  universo
 
Sou menino
Sou passarinho
Buscando a semente
Levar ao meu ninho
Voar tão somente.

Sou abelhinha
Sugando o mel
De muitas rosinhas
Levar à rainha
A doçura do céu.

Sou andorinha
Fazendo verão
Não estarei só
Voando na multidão
Brincando no cipó.

Sou pétalas esvoaçantes
Gotas de lavanda
Pingos de chuva dançantes
Um rede na varanda
Tirando o cansaço, matando a sede.

Partículas do universo
Pedrinha no oceano
O direito e o inverso
A vida em prosa e verso

Nereida
 
  Sou  universo