https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de joelreis

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de joelreis

Recomeça

 
"Que nada te faça cair.
Se caíres, aproveita e faz dessa queda um melhor momento...
Cheira a terra.
Ergue-te e volta a sorrir.
Existe mais quem precise de ti do que aqueles que te façam tropeçar."

(Joel Fonseca Reis, agosto.2013)
 
Recomeça

Paz interior

 
Paz interior
 
"Para instaurar a paz no mundo, não é preciso muito. Apenas que cada homem se preocupe em ter paz no seu coração."

(Joel Fonseca Reis, maio.2014)
 
Paz interior

O ser humano

 
“Os animais são como as pessoas…
Não, os animais são sinceros.”

Joel Fonseca Reis (março.2013)
 
O ser humano

Essência

 
"Mostra a tua verdadeira essência.
Livra-te do que afeta o corpo, a alma e o espírito.
Uma flor só sobrevive se for alimentada e se as ervas daninhas não a sufocarem."

(Joel Fonseca Reis, novembro.2014)
 
Essência

Iluminação

 
"O Caminho da Iluminação é a resolução de todos os karmas.
Achar que escolhemos as nossas doenças como pagamento do karma não é de todo correto.
Nós podemos escolher não ter doença.
O karma pressupõem apego a certos padrões.
O que damos ser-nos-à devolvido.
Permitam-se serem livres e felizes."

Joel Fonseca Reis (janeiro.2016)
 
Iluminação

Tens nas mãos

 
Tens nas mãos, o poder.
Esse maravilhoso dom.
Pintar em quadros sem tela
Os desenhos mais belos.
De sorrisos que dás ao rosto de um amigo
Que teve um olhar molhado.
Retiras a máscara aos que se aproximam
E se sentem despidos.
De amor, alegria e paz.
Não os queres vestir. Aconselha-os.
Acabarão por se agasalhar sozinhos.
Quem pode ter este poder?
Eu? Tu? … Todos nós.
Temos o direito de ser os próprios autores.
De que afinal?
Julgamos bastante. Sentimos muito pouco.
Não precisamos tanto de objetos que de humildade.
Carecemos mais de bondade e ternura
Que de intelectualidade…
Amarra as palavras.
Solta a tua caminhada que ainda não terminou.
Sonha para viveres.
Ama para sentires.
Concretiza até morreres.

Não deixes por colorir o teu campo."


(Joel Fonseca Reis, novembro.2012)
 
Tens nas mãos

Atitude com coração

 
"O coração tornar-se-á favo se estiver verdadeiramente em paz. E os gestos, o mel puro."

Joel Fonseca Reis (março.2013)
 
Atitude com coração

Personalidade genuína

 
Personalidade genuína
 
"Não mudarei a minha personalidade só porque os teus pensamentos são diferentes dos meus.
Ser genuíno não é sinónimo de ser-se má pessoa.
Convido-te a conhecer pessoas diferentes e genuínas.

Um arco-íris só é realmente belo pela existência das suas distintas cores."

(Joel Fonseca Reis, janeiro.2013)
 
Personalidade genuína

Ao Estudante

 
Ontem fui veleiro de muitos sonhos
E brincadeiras de tanto querer:
Profissões e super-heróis de mundos.
O querer mudou. Mais, quero aprender.

Vislumbro minha capa e trovo ensejos.
Colorida pelos entes dos cursos
Que são artistas por pintarem percursos
E inspiradores para os meus despejos.

O espelho da alma veste-se de pranto
Nostálgico, o tempo que foi, passou.
E os momentos? Aqueles que deixou
Presentes memórias que não acrescento.

Fito agora o fado que desconheço
Enquanto amontoo meus livros na estante.
Desafios e metas terão começo
De um futuro apetecido e brilhante.

Joel Fonseca Reis (14.Junho.2011)
 
Ao Estudante

Acordei com vontade de ser poeta

 
"Um papel em branco, que palavras posso escrever?
Aquelas que sinto e quero dizer, e
Muitas são aquelas que consigo esconder.

Cai a noite de mão dada com chuva fria,
Aqueço meu coração quando me transmites tanta alegria.

Palavras, gestos, imagens, cores ou sons posso comunicar.
Mas poucas são as palavras que consigo dedicar.
Transpiro das mãos e a alma está inquieta.
Pouso a lapiseira… pois não sou poeta."

(Joel Fonseca Reis, fevereiro.2011)
 
Acordei com vontade de ser poeta

Sociedade perfeita

 
"O que está errado não é a sociedade.
Somos nós.
Nós somos a sociedade."

(Joel Fonseca Reis, setembro.2015)
 
Sociedade perfeita

O Tempo não requer tempo

 
Sento-me no sofá e ouço o contar do relógio
Fico aqui a consumir tempo sem percebê-lo
Esse tempo que versejo, com privilégio
Não faço perguntas. P’ra não desperdiçá-lo.

Parar o tempo não será minha vontade.
Farei dele infinito por viver, momentos
Grandiosos serão até à minha tenra idade.
Nessa, sentirei tempo a correr entre os dedos.

Morro com momentos que não desperdicei.
Já mais esquecerei aqueles com os amigos
Sem intenção, lágrimas no rosto os deixei
Pois minutos ficam p’ra serem consumidos.


(Joel Fonseca Reis, abril.2011)


Notas do poema:
• 12 sílabas métricas e 12 versos ao longo do poema como os números de um relógio e como os n.º de meses num ano.
• 3 estrofes como os 3 ponteiros do relógio. Número triangular. Princípio, meio e fim. 3ª posição do nosso planeta em relação ao Sol.
• Cada estrofe tem 4 versos como as 4 estações do ano. Divisão do relógio em 4 partes iguais.
• Rima cruzada como os ponteiros do relógio que se cruzam
 
O Tempo não requer tempo

O amor é forte

 
“O Amor é a raiz que não se vê. Só ela suporta a árvore que cresce. Por mais defeituosa que ela seja.”

Joel Fonseca Reis (abril.2013)
 
O amor é forte