https://www.poetris.com/
Mario Quintana : As tias
em 10/10/2011 18:06:32 (3347 leituras)
Mario Quintana

Sempre estão nos acusando de alguma coisa,
Com o dedo em riste: "Meninos, não façam isto!
Não presta deixar os sapatos virados no chão com a sola para cima,
Nem nunca puxar dessa maneira as tranças da Adalgisa!"
No entanto não sabem
Que as crianças no fundo gostam disso
E que a violência é uma das formas mais deliciosas do amor...
A gente grande só tem ridículas briguinhas conjugais
Apenas para poderem se reconciliar depois!
Ai de nós, de nossa vida com elas...
As nossas intrometidas tias são eternas e de todos os sexos!


Imprimir este poema Enviar este poema a um amigo Salvar este poema como PDF
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 10/10/2011 18:08  Atualizado: 10/10/2011 18:08
 Re: As tias
Quintanesco é o melhor elogio que eu posso dar a alguém, justamente por essa perfeição simples como uma esfera que é a poesia de Quintana...

"As nossas intrometidas tias são eternas e de todos os sexos!"

Quem sou eu pra discordar do meu deus poético?

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/10/2011 15:21  Atualizado: 11/10/2011 15:21
 Re: As tias
Por esta altura já estou rendido, Caito.

As tias, não sejamos nós também uma espécie de...

Às vezes, somos.

Um abraço.

Links patrocinados

Visite também...