https://www.poetris.com/
Miguel Torga : Conquista
em 09/10/2012 22:46:33 (6407 leituras)
Miguel Torga

Livre não sou, que nem a própria vida
Mo consente.
Mas a minha aguerrida
Teimosia
É quebrar dia a dia
Um grilhão da corrente.

Livre não sou, mas quero a liberdade.
Trago-a dentro de mim como um destino.
E vão lá desdizer o sonho do menino
Que se afogou e flutua
Entre nenúfares de serenidade
Depois de ter a lua!

Miguel Torga, in 'Cântico do Homem'


Imprimir este poema Enviar este poema a um amigo Salvar este poema como PDF
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MaryFio
Publicado: 10/10/2012 00:01  Atualizado: 10/10/2012 00:01
Da casa!
Usuário desde: 28/09/2012
Localidade:
Mensagens: 479
 Re: Conquista
Muito lindo e profundo esse poema.
Ninguem eh livre...mas podemos teimar com os
dias, e tentar pelo menos abrir as asas!
Abracos,
~Mary~

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/07/2014 00:30  Atualizado: 19/07/2014 00:30
 Re: Conquista
grande

Links patrocinados

Visite também...