http://www.luso-poemas.net/modules/smartsection/item.php?itemid=3049
 
Poemas : 

Rio Oxum

 
Open in new window


RIO OXUM






Águas da serenidade, onde meus olhos perderam-se na transparência do seus.
As palavras que sua boca pronuncia, caem como gotas mansas da chuva fina.
Deusa , fulgor de um pássaro dourado aninhado.
Doçura do crepúsculo, suas raízes ás vezes levantam-se como flechas.
A rosa expõe os espinhos , tornando-se guerreira .
A espada cruza a linha do tempo , baixa sobre o chão o esplendor de estrelas caídas.
Toda constelação tem uma rainha , que brilha eternamente em noite escura.
Azul esperança , luz do meu viver .
Não morrerei, simplesmente serei guiada pela estrela e acolhida nos braços do Rio Mãe.

Antologia Scortecci



"A vida de um poeta é como uma flauta na qual Deus entoa sempre melodias novas." (Rabindranath Tagore)
Open in new window

http://taniamarapoesias.blogspot.com


 
Autor
Tânia Mara Camargo
 
Texto
Data
Leituras
10755
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Karla Bardanza
Publicado: 05/12/2010 01:15  Atualizado: 05/12/2010 01:15
Colaborador
Usuário desde: 24/06/2007
Localidade:
Mensagens: 3481
 Re: Rio Oxum
Maravilhoso poema Lindona.o Ju vai amar também.

Beijo

Karla B

Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...