https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 ... 15 »
Offline
Tânia Mara Camargo
homenagem a Atlanta-Geórgia
Homenagem a Atlanta -Geórgia Um novo sul desponta com heranças Creek e Cherokee Trilha das...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 24/02/2012 17:44:10
Offline
Tânia Mara Camargo
EU NÃO ME PERTENÇO...
As ruas alargam-se.... A menina que brincava nas nuvens, entrega-se à escuridão. Negror de m...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 02/12/2011 12:15:04
Offline
Tânia Mara Camargo
Entre aspas
Entre aspas Lilases configuram a tarde aromas excêntricos e cantos folhas de outono sem alard...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 26/10/2011 14:29:32
Offline
Tânia Mara Camargo
Sei lá!
Sei lá! Brumas no olhar, passa o mar, lágrimas Enfática madrugada , naus perdidas Vidas desen...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 24/10/2011 16:11:08
Offline
Tânia Mara Camargo
ASTERISCOS ARTÍSTICOS
Asteriscos artísticos No porão da minha memória vivia um rato Impertinente e com os olhos acu...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 24/10/2011 13:04:41
Offline
Tânia Mara Camargo
CARLOS TRONCO
Vem de longe o cavalheiro para lembrar-me da poesia Distam-se versos e veleiros pensamentos e ma...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 12/04/2011 00:51:13
Offline
Tânia Mara Camargo
Opulência do prazer
OPULÊNCIA DO PRAZER Silhueta obumbrada no anoitecer Antecedia-lhe plácido âmago Esquecera a opul...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 18/03/2011 01:53:03
Offline
Tânia Mara Camargo
Malábares
MALABÁRES Infinitas são as horas de excitação Infinito é teu corpo entre minhas Mãos atrevidas. ...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 18/03/2011 01:50:39
Offline
Tânia Mara Camargo
Ninfa
NINFA Em seda fina envolvida, crisálida. Ninfa aguardando iniciação Liberar-se á natureza, ávida...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 18/03/2011 01:45:13
Offline
Tânia Mara Camargo
LÁGRIMA DE POETA
Lágrima de poeta Busquei o fio tênue de esperança Fitando o mar em percurso sereno Pescadores l...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 15/03/2011 16:28:35
Offline
Tânia Mara Camargo
FLOR BELA
FLOR BELA Flor espanca o tíbio, luz decente! Repele o orvalho, versos plagiados. Nas manhãs as ba...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 15/03/2011 16:25:45
Offline
Tânia Mara Camargo
MATAR-TE É ALGO EFÊMERO!
Matar-te é algo efêmero! Procuro-te na poeira invisível do infinito Rastros intocáveis, imagens...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 15/03/2011 16:24:09
Offline
Tânia Mara Camargo
A dama (POESIA)
A DAMA (POESIA) Oh dama das letras inspiradas Tu és nívea, ter-te nem sempre consigo, és tão de...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 14/03/2011 22:26:56
Offline
Tânia Mara Camargo
Por um novo amigo (Apresentação)
PÁJARO DEL VINO -poema-canción- en medio del patio sopla...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 13/03/2011 16:56:07
Offline
Tânia Mara Camargo
Eu sô eu, ora!
Eu sô eu, ora! Escrevo por linhas imaginárias sem saber do começo e do fim São páginas avessas...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 10/03/2011 20:34:23
Offline
Tânia Mara Camargo
MULHER DE LUA
MULHER DE LUA! Aos requebros ouço a ti bardo. Tanta picardia, tuas trovas de amor... Lamento a ...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 08/03/2011 22:52:17
Offline
Tânia Mara Camargo
MULHER VITORIOSA
MULHER VITORIOSA! Tu me visitavas nas madrugadas frias Com desvelo a aquecer minhas carências ...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 08/03/2011 22:41:59
Offline
Tânia Mara Camargo
Mulher Comum
MULHER COMUM Introspectiva com suas lentes bifocais Face de mulher vivida, séria Singela, comu...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 08/03/2011 22:13:19
Offline
Tânia Mara Camargo
NÃO TE ESPANTE POETA
Não te espante poeta! Rumores na noite densa, escutas? A águia recolhida ao ninho Túmulo em laje...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 07/03/2011 22:58:39
Offline
Tânia Mara Camargo
TITICA DE GALINHA
Titica de galinha Na maldição diária, fuligem da fábrica Trânsito caótico, sou um número apen...
Enviado por Tânia Mara Camargo
em 07/03/2011 22:55:48
(1) 2 3 4 ... 15 »