Poemas -> Sombrios : 

Descanse em paz

 
Tags:  morte    descanso    alívio  
 
por Raul de Oliveira
04/08/00

No dia em que eu morrer
Não quero que chorem por mim
Estarei em fim alcançando algo
Algo que resolverá minha dor no coração
No dia em que eu morrer
Vejam a expressão de alivio
Sintam que parti, mas parti
Para um descanso
Um descanso em que ignoro o futuro.

Descanso querido
Sofrido
Que aliviará minha dor
Que cessará meus problemas
Que fará pensar meus amigos
E inimigos ocultos.

Saberei no dia quem que partir
No dia que teria paz
Que nesse fim poderei enfim
Descobrir se esse sentir ou existir será o meu alento
Ou meu tormento, o começo de mais sofrimento.

Espero assim que a frase do poeta
Realmente seja certa
Que no dia em que eu morrer
Finalmente,
Descanse em paz.


Oh ego Laevus!

Se for compartilhar o poema, por favor atribua o crédito e o link.
 
Autor
Raul de Oliveira
 
Texto
Data
Leituras
42229
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MomentosDeMim
Publicado: 21/11/2008 14:43  Atualizado: 21/11/2008 14:43
Muito Participativo
Usuário desde: 02/09/2008
Localidade: Madeira
Mensagens: 56
 Re: Descanse em paz
Mas que esse descanso ainda tarde, amigo poeta.

Beijinho

Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...