Poemas, frases e mensagens de neidelameu

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de neidelameu

Amor revelação

 
Amor revelação
 
Não dá pra entender
Esse amor que conta a tantos,
Que grita aos ventos,
Que chora aos prantos.

Amar seria assim tão amplo?
Não seria amor secreto?
Não é abstrato,
É concreto.

O que seria esse amor então?
Valeria um grama de ouro?
Ou teria valor
De canção?

Contaria essa joia ao mundo?
Ou caberia em uma união?
Secreto esse amor não seria.
Pois senão guardaria no peito!

Mas pra que manter discrição?
Pois se é tão grande esse amor...
Não caberia guardado,
Nesse imenso coração!

È melhor
Que conte ao mundo,
Esse amor
Revelação....
 
Amor revelação

Desilusão

 
Desilusão
 
A cada dia um contraste dessa desilusão.
A cada dia um rebento desse mundo em questão.
É um dilúvio na terra,
Uma ressurreição.
Pequena virgem e casta.
Uma imagem no chão...

O que se faz com a dúvida?
Com a certeza então?
A cada dia uma história,
Ou um rabisco
Em vão.

Do sentimento mais puro,
A mais insana loucura.
Do amor terno e mais doce
A mais sofrida tortura.

E tudo assim tão intenso
É um horror sem razão.
E cada dia o tormento
Da triste desilusão...
 
Desilusão

O AMOR

 
O AMOR
 
Ele invade o coração
Nos deixa alucinados.
O cheiro simples do corpo
Faz de nós embriagados.

Aquele ser que era outro,
Agora é parte de nós.
É pele, tesão, encanto.
É a doçura na voz

O beijo daquele que ama,
É paixão que arde a alma.
O abraço apertado
É tão quente que acalma.

O amor
É tudo enfim
É você querer me ter.
É eu ter você pra mim.
 
O AMOR

RETRATO

 
RETRATO
 
Rabisco seu retrato
E cada traço seu.
Faço os traços meigos dos olhos,
E o contorno dos lábios de mel.

As lágrimas eu apago.
Ponho um sorriso no lugar.
E os fios de cabelos negros,
Sabiamente vou alongar.

A cada traço que pinto, sinto grande emoção.
Recordo o mar no seu olhar.
Com carinho rabisco sua pele e depois me ponho a sonhar.

Retradado está seu belo rosto.
O seu sentimento e carisma.
Nesta tela tem a face do amor da minha vida...
 
RETRATO

Noites frias

 
Noites frias
 
Pedro estava encostado numa parede em baixo da ponte.
Era uma noite muito fria e garoava fraquinho, mas gelado.
Pedro se enrolava num pedaço de trapo que fora um cobertor um dia.
Era roubado. Pedro o furtou de algum outro pobre coitado como ele. Mas não tinha a consciência pesada não, o frio congelou seu cérebro generoso e o transformou num cara muito mal até que passasse o frio novamente.
Outros dormiam por ali também, e com o frio doendo nos ossos bebericavam uma "caninha" pra esquentar um pouco.
Pedro também estava na dele, sob o efeito de um baseado para acalmar os ânimos.
Noites frias.
Já era de costume os calafrios de medo e de solidão.
Crianças choravam de fome e Pedro no meio dessas pessoas sonhava.
Os dias em baixo da ponte não o davam alternativa, a não ser sonhar.
Amanhã chegaria logo, e aí ele acordaria do sonho e sairia pela rua pedindo uns trocos pro café da manhã...
 
Noites frias

Garota de rua

 
Garota de rua
 
Nem Santa,
Nem puta!
Garota de rua!
Sem casa
Sem nome,
Sem pai e sem mãe...
Vestida de trapos.
Dormindo nas ruas,
Sem eira, nem beira,
Só um coração!
Sou rastro da estrada.
Sou lixo no chão!
Comida não tenho,
nem tenho irmão...
Nem Santa,
Nem puta!
Garota de rua...
Me dá um trocado?
Um pedaço de pão?
Não mate meus sonhos.
Ajude-me então!
Não toque meu corpo,
Nem suje minha alma...
Me empreste ao menos um canto
Nesse pedaço de chão!
Um banco na praça,
Já é grande coisa...
Nem Santa,
Nem puta!
Sou nada, ninguém.
Garota de rua,
Vestida de trapo,
Sem eira, nem beira.
Sem nome também...
 
Garota de rua

Tristeza sem fim (O lago azul)

 
Tristeza sem fim (O lago azul)
 
O lago azul
Reflete a minha imagem que outrora
Era tão diferente de agora.
E vejo meu eu,
Com meu ego ferido,
Despido, sofrido e vulgar.

Nem lágrima tenho.
Eu fico sorrindo
Quando na verdade
A vontade é chorar.

A brisa que bate em mim,
Me lembra das mãos
Que acariciavam meu rosto
E que agora não acaricia mais.

O sol brilha no lago,
Reflete com clareza
A minha imagem
Fugaz. (fugitiva).

Lamento que ontem
Estava feliz,
E agora chorosa
Estou por um triz.

Não sei se me lanço no lago e me afogo.
Afogo as minhas magoas
Ou se volto atrás,
Tentando encontrar algo mais.

Talvez eu me lembre
De horas felizes.
Talvez eu me jogue.
Pra mim tanto faz!
 
Tristeza sem fim (O lago azul)

SOU PERFEITA?

 
SOU PERFEITA?
 
Sou alguém perfeita?
Ninguém conseguiu me errar.
Levo a tristeza no peito,
Tristeza que quer me matar.

Vou caminhando na estrada.
Lameada ao me molhar,
Das lágrimas que cai dos meus olhos,
Aos prantos de tanto chorar.

Sou perfeita!_ Mas de fato,
Preciso de alguém pra me amparar,
Pois é na perfeição que me mato.
No ímpeto de ter que parar.
 
SOU PERFEITA?

Oração de fé...rsrsrs

 
Oração de fé...rsrsrs
 
O menino fora criado com ensinamentos religiosos.
Aprendera a orar desde cedo.
Não comia nada sem antes agradecer a Deus pelo alimento.
Tornou-se assim uma criança que em todas as ocasiões, em qualquer que fosse o momento e a oportunidade orava. Mas aprendeu a orar apenas pelas refeições.
Certo dia o pai do menino estava com muitas dores nas pernas e nos pés. O pai então chamou o menino e disse:
Filho ora pelo papai que está com dores nas pernas e nos pés?
O menino sem pestanejar correu ao lado do pai, colocou sua mão sobre os pés dele e se pôs a orar com fé...
-Deus, abençoe a todos nós, e abençoe também essa refeição que o senhor nos preparou!
O pai deu um pulo faceiro e gritou:
-Vai cume meu pé moleque?????
Rsrsrsrsrsrs
 
Oração de fé...rsrsrs

Eu sou

 
Eu sou
 
Eu sou a sombra do nada.
Pedaço de ninguém!
Uma ilusão perdida...
Nunca fui encontrada!

Sou castelo de areia,
Que a água carregou.
Sou o início de uma estrada,
Qual o fim nunca chegou!

Sou um coração vazio!
Uma tristeza sem fim!
Sou eu, sem ter você!
Sou você, sem mim!

Sou vazia, sem limites!
A medonha escuridão!
Sou seus erros impensáveis...
Meus erros , sem perdão!

Sou na vida, um rascunho!
Uma história que nem li!
Sou a tristeza da alma!
Eu sou: o meu próprio fim!
 
Eu sou

Agonia

 
Agonia
 
O vazio é tão profundo
Que quase não acho o fundo,
Largo, fétido e imundo.
Onde guardo todo o horror.
Onde escondo minha fúria.
Onde afundo minha dor.

É lá que me perco ás vezes,
Tentando recomeçar.
Mas a volta é quase inútil,
E o fim da estrada
É um nó.

Na ânsia de ser liberta
E apesar da multidão.
Eu sei que me encontro só.
Pois grito no meu silêncio.
Nessa agonia de dar dó...
 
Agonia

Amor absoluto

 
Amor absoluto
 
 
Eu quero amar como nunca.
Abraçar meu grande amor.
Viver uma vida maluca.
Deixar tudo como for.

Não quero ser tão perfeita.
Pois perfeito o amor não é.
Quero apenas o direito
De ser a sua mulher.

Ser sua sempre e sempre,
Ou por apenas minutos
Mas quero amor como nunca.
Um amor absoluto...
 
Amor absoluto

Nosso amor

 
Nosso amor
 
Nosso encontro garboso
Nossos beijos tão grudados.
E os corpos fervorosos
E logo depois tão largados...

Foi assim o nosso amor.
Cheio de paixão e vida.
Mais foi breve, ele acabou.
Com sua triste despedida.
 
Nosso amor

Louca de amor

 
Louca de amor
 
Vou sonhar sem ter sonhado,
Transformar em pesadelo.
Transformar mentira em verdade,
Vou ter você
Sem nem tê-lo.

Acreditar nos mistérios,
E me lançar pelo chão.
Vou consolar minha alma,
Perdendo toda a razão.

Chegar à beira da loucura
Lançando pedras no ar.
E quando gritar que te quero,
É pra ninguém me acreditar...
 
Louca de amor

Metrô

 
Metrô
 
No vai e vem do metrô
O entre e sai de pessoas.
Olhares trocados faceiros.
Olhares trocados á toa.

São tantos os esbarrões.
Gente roçando no outro.
Tem gente alegre inocente.
E outros fanáticos, loucos.

No vai e vem do metrô.
A vida funciona assim
Encontros desencontrados
Começo voltando ao fim.

No vai e vem do metrô.
A gente se acha no outro.
E você se afasta de mim.

No vai e vem do metrô.
A vida da gente é assim...
 
Metrô

A noite fugitiva

 
A noite fugitiva
 
A noite já está cansada
dos gritos de assombro,
Das jovens atacadas.
Das dores de morte
E das pessoas malvadas.

Se ela pudesse falar,
Imagino-a pedindo socorro.
Se pudesse correr correria,
Rumo a ladeira ou ao morro.

Se pudesse se defender
Ladraria feito cão.
Se pudesse se esconder,
Entraria atrás da montanha.

E se ainda se alimentasse,
A fugitiva noite serena
Se alimentaria de pão.
Mas.. continuaria só.

É... isso é que é duro!
Mas quem seria companhia,
Dessa pobre fugitiva?
Pois fica sozinha,
No escuro.

http://www.youtube.com/watch?v=9LTiZY ... 2cijTiDQJDkQ&feature=plpp
 
A noite fugitiva

CARTA DE AMOR

 
CARTA DE AMOR
 
Sou uma amante apaixonada
Que escreve cartas de amor.
Palavras cheias de encanto
E sonhos com aromas de flor.

A carta vai com a folha
Toda perfumada.
É uma lembrança gostosa
Da sua mulher amada.

Falei da imensa saudade.
E da enorme vontade de vê-lo.
E ao findar minha carta
Selei o envelope
com um lindo beijo vermelho.
 
CARTA DE AMOR

Mudei...

 
Mudei...
 
Eu mudei!
Estou diferente
E o que sou agora,
Outrora me fazia pensar que errei.

Com meus pensamentos distantes,
Longe o bastante
Para eu nem perceber
Onde foi que falhei.
Não sou o tipo que tem os pés no chão.
Sou mesmo relapsa
E ando descalça,
Pisando nos cacos do meu coração.

Conheci gente nova e diferente
De toda a gente que antes convivi.
Preferi me esconder na aparência
Porque os meus erros não reconheci.
Não sou falsa ou desonesta.
Sou mulher desesperada!
Perdida numa parte do tempo
Que é sobra de restos que sóbria vivi.

Não sou tão pequena e ingênua.
Talvez adulta e serena.
Amarga e com pena.
Vivendo um sonho que acaso esqueci.
É sim, eu mudei. Corri apressada
Em busca de algo que eu mesma deixei.
Agora, eu sou o que sou.
Sorrindo sem graça e chorando a desgraça
E a falta de amor.

Mudei minha vida, mudei meu caminho,
E num erro fatal, esqueci uma pedra no meio da estrada.
Ninguém atirou essa pedra em mim!
Eu mesma confusa, pisei desastrada
Na ânsia e na pressa, com a alma ferida
Cansada de tudo eu sou fracassada
Por vezes confusa, repensando o que vi.
Ao invés de fugir da minha vida,
Tão louca e oprimida da morte fugi.

Neide Azevedo Lameu.
 
Mudei...

BEM VINDO 2013

 
BEM VINDO 2013
 
Ora, 2012 da o último suspiro. Acaba hoje juntamente com tantas coisas que ficaram pra trás.
Confesso que foi um ano conturbado. Muitos entes queridos se foram e amigos também.
Muitas lágrimas de angústia e tristeza foram derramadas em nossos rostos, mas um consolou o outro e assim sobrevivemos.
Dois mil e doze foi um tanto cruel quando nos deixou ser feridos por palavras duras e desilusões. Muitos sorrisos foram arrancados de nossos rostos quase que na marra, na tentativa de esconder a lágrima que eram engolidas até que a garganta desse um nó para que a infelicidade não transparecesse.
Muitas enfermidades nos deixaram sem chão e quase sem expectativa de vida.
Pois é. Mais 2013 é amanhã. E tenho certeza que junto desse ano renascerão muita saúde e paz de espirito em nossas vidas.
As lágrimas serão de alegria e os sorrisos já não serão mais abafados pela tristeza..
Os milagres acontecerão porque sei que a nossa fé será bem maior, e veremos então as obras gloriosas de Deus nas nossas vidas.
Junto com 2013 chegará às benções e a vida. Chegará o meu neto e a alegria de poder abraçar mais um ser tão iluminado.
Riremos muito. Abraçaremos muito, pois não haverá mais distância entre nós.
Um ano novo, vida nova. Esperança nova, fé renovada, tudo novo.
Tenho certeza que Deus criará caminhos novos de amor e paz em nossas vidas.
Aprenderemos a perdoar mais, a abraçar mais, sermos mais sinceros uns com os outros e a amar mais intensamente, pois não sabemos dos dias futuros, então, é bom amar intensamente como se fosse à última coisa a se fazer no mundo.
Que esse ano seja muito bem vindo e nos traga tudo de bom. E que a nossa esperança e fé nunca seja arrancada de nós.
Que nesse ano os jardins sejam mais floridos e que a vida nos surpreenda com coisas maravilhosas. Que tenhamos amigos sinceros. Que os abraços sejam verdadeiros. Que a caridade tenha seu verdadeiro valor entre nós. E tudo seja paz em nossas vidas.
Que seja um ano de muita música, poesia, inspirações e reconhecimentos.
Que seja tempo de abraçar e amar o próximo com mais calor humano e sinceridade. Porque assim tudo vai bem. E que Deus nos guarde nas palmas de suas mãos...
2013 seja bem vindo... e que tudo de bom que você possa ter venha junto contigo, nós te receberemos de braços abertos.
 
BEM VINDO 2013

Nostalgia

 
Nostalgia
 
Eu sou a nostalgia.
E vivo todo dia um pouco de cada dia.
Um pouco do meu passado.
Um pouco do tempo apagado,
Mas, relembrado, assim do nada, por nada.

Sou nostalgia pura.
Mal posso lembrar dos sorrisos.
Lembro-me de santos e do alívio
De fazer uma reza
Pra alguém.

Eu creio na vida e na morte.
Creio no povo passado.
Nos jovens, nos velhos e sábios.
Mas vivo na nostalgia.
Onde ficou a tristeza e onde se esconde a alegria.

Recordo-me de histórias,
E de tantas emoções.
Lembro-me do passado
E das minhas emoções.
Das belas armadilhas e longas recordações.

Eu sou a nostalgia.
E vivo dela também.
Transformo as verdades em herança.
E o sonho transforma em bem.
A nostalgia sou eu mesma, que vivo do que me convém...
 
Nostalgia

Sejam Bem Vindos ao meu espaço...

http://espacopoeta.blogspot.com.br/