Prosas Poéticas : 

Meu quintal, o Rio de Janeiro

 
Tenho um imenso
orgulho desse meu
quintal, mesmo ele
sendo mal administrado
por insanos engravatados,
ele é bem servido de sorrisos
de moças inteligentes e de
moças bronzeadas também .
Gosto desse contraste
do homem que olha reto
com o livro sagrado na
mão , do rapaz que adora
dar uma burguês para os outros ,
mas que recebe um ordenado
que mal dá para ele , sua penca
de filhos e a pensão depois de
um ato bêbado e explodindo de tesão .
De você ainda poder encontrar no meio
de tanto cimento , concreto , engarrafamento
e o estresse coletivo , o verde .
Gosto dos puteiros , gosto das esquinas ,
gosto do bar sujo com seus ovos
coloridos e suas garrafas empoeiradas de
cachaça e o mais importante:
me esquivando sempre das
balas perdidas .
Rio de janeiro .

 
Autor
Rondnei
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1115
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
JSL
Publicado: 04/07/2007 23:50  Atualizado: 04/07/2007 23:50
Membro de honra
Usuário desde: 10/05/2007
Localidade: Minho
Mensagens: 681
 Re: Meu quintal, o Rio de Janeiro
Rio de Janeiro
Verde e amarelo
Tons do teu brio
Brasil singelo.


Abraços de mar