https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Saudade : 

A outra

 
Tags:  saudade de mim    piedade de mim    sou feia  
 
A OUTRA

Passaram dias, meses, anos
É a vida lençol já gasto
Fujo de mim, destes danos
Já da vida me afasto.
Olhei a do retrato de tanto que olhei!?
Deixei-me a sofrer perdida.
Até dos sonhos me ausentei,
Por não achar outra saída.

Não ouso vê-la de perto.
Ando triste,
ela fresca e sorridente
Então dela não me liberto?
Será ela minha parente?

Está bem aqui na minha frente
A preto e branco a tudo alheia
Mas é falsa, ou então mente!
Diz que é bonita,e eu feia.
Tive em tempos outra mensagem
E meu coração estremeceu
Chorou comigo o espelho meu
Quando vimos minha imagem.
Mas esta é pior decerto
Ficou distante, diferente
Não ouso vê-la de perto!?
Poque é falsa e porque mente.

Vive fingindo-se ainda nova
Mas eu sei que tem minha idade
Há-de estar com os pés p'ra cova
E não ter de mim piedade.
Que faço a esta saudade?

rosafogo

Faz parte do arquivo das memórias.









Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
596
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
12
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 04/11/2009 23:57  Atualizado: 04/11/2009 23:57
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 12249
 Re: A outra
Ó, Cisne Cantador Ibérico,
Quisera que teus tristes versos
Percorressem toda extensão do planeta;
Quisera que fossem ouvidos pelas estrelas
E o mel das tuas sílabas ecoassem por todo
Universo!

Beijos... Eternos!


Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 05/11/2009 00:23  Atualizado: 05/11/2009 00:23
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6675
 Re: A outra
Rosa.
Que poema bonito!A dissociação do que vemos e sentimos com o que mostra o espelho é cada vez maior com o passear do tempo. Trouxeste-nos profunda reflexão nesses versos.
Bjins, Betha.


Enviado por Tópico
jomasipe
Publicado: 05/11/2009 08:20  Atualizado: 05/11/2009 08:20
Colaborador
Usuário desde: 28/09/2009
Localidade:
Mensagens: 1168
 Re: A outra
a nostalgia no seu melhor e a perda da eterna juventude anunciada,

gostei muito!
beijinho,
Joma Sipe


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 05/11/2009 15:35  Atualizado: 05/11/2009 15:37
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: A outra
A saudade, minha amiga, a saudade.
Esse dinossauro que nos deixa muita vez
pregados ao tempo que nos vai fugindo.
Hoje (sinto-me como o dia chuvoso...) sem nenhuma razão concreta.
Estes estados de espírito fazem-me ficar comovida quando leio poemas (intimistas...) como os teus são, quase todos.
Lindo
triste
e...
um grande beijo.
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
ÔNIX
Publicado: 05/11/2009 17:36  Atualizado: 05/11/2009 17:36
Colaborador
Usuário desde: 08/09/2009
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2679
 Re: A outra
Há no teu arquivo de memórias, um saudosismo gostoso, diria até que suavemente vai entrando de mansinho até ao ponto onde desabrochará, para um novo dia


Beijos


Matilde D'Ônix


Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 05/11/2009 19:29  Atualizado: 05/11/2009 19:29
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 11972
 Re: A outra
Uma guerra intíma onde os sentidos se balançam com os sentimentos...um original e belo poema.

Beijos