https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Escorre-se-me por dentro

 
Escorre-se-me nas veias
Este frouxo alento
Vírus embriagado na minha dor
A intensificar-me o desejo

(Sim, este forte implante, cravado em mim)

Há um portal no mundo
E um nome à espreita
Há uma hora tardia
E um tempo já morto
Há uma noite aberta
Onde me estendo ao comprido

Espero-te no início de tudo
E quero-te:
Meu princípio
Meu fim
Na soma do mundo

(Tenebrosos os gentios
que me deixam só, no Universo)


Um mundo
Que me é o inverso
A cair-me madrugada
Um mundo
Em puro devaneio
É dor da minh’alma
Um mundo
Que me esquece
Na flor que brota dos montes

(Alecrim benfazejo, à espera do sol da manhã)

Escorre-se-me por dentro
Este frouxo alento
Que me tem
Só…sempre só
Até ao último suspiro


<object width="480" height="385"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/e47R7Z_jwkA&hl=pt_ ptbr&fs=1&color1=0x5d1719&color2=0xcd311b&autoplay=1&loop=1&"></param><param name="allowFullScreen" value="true"></param><param name="allowscriptaccess" value="always"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/e47R7Z_jwkA&hl=pt_ ptbr&fs=1&color1=0x5d1719&color2=0xcd311b&autoplay=1&loop=1&" type="application/x-shockwave-flash" allowscriptaccess="always" allowfullscreen="true" width="480" height="385"></embed></object>
 
Autor
ÔNIX
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1139
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
40 pontos
16
0
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Beija-Flor76
Publicado: 21/07/2010 23:07  Atualizado: 21/07/2010 23:07
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2010
Localidade: PORTUGAL
Mensagens: 2058
 Re: Escorre-se-me por dentro
querida amiga, que poema deslumbrante, amei-o do inicio ao fim com uma leve preferencia pelo meio

Há um portal no mundo
E um nome à espreita
Há uma hora tardia
E um tempo já morto
Há uma noite aberta
Onde me estendo ao comprido


Vou levá-lo, pois fez-me sentir-se seu.

beijinhos
Beija-flor


Enviado por Tópico
mariagomes
Publicado: 21/07/2010 23:28  Atualizado: 21/07/2010 23:28
Colaborador
Usuário desde: 18/04/2010
Localidade:
Mensagens: 1614
 Re: Escorre-se-me por dentro
Olá amiga, belo poema, está com tudo dá gosto ler e ver, gostei muito.
beijinhos
mariagomes


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/07/2010 23:43  Atualizado: 21/07/2010 23:43
 Re: Escorre-se-me por dentro
O sentimento do desejo invade o ser do corpo e cria um mundo que urge no tempo e no espaço interiores dos canais da vida do sangue do seu sacrifício, preço da real redenção do amor que se espera dentro da alma.
bjs
divum


Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 21/07/2010 23:55  Atualizado: 21/07/2010 23:55
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3332
 Re: Escorre-se-me por dentro
olá Dolores,

este corta a respiração até ao último
verso.

beijo


Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 22/07/2010 00:12  Atualizado: 22/07/2010 00:12
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: Escorre-se-me por dentro
Nossos olhos viajam deslumbrados a cada verso teu.
Tocar-lhe com uma palavra que seja é como que magoá-lo.
Fico por aqui relendo e apreciando.

beijo Mathilde
da rosa


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/07/2010 01:17  Atualizado: 22/07/2010 01:17
 Re: Escorre-se-me por dentro
Poemas sempre bem conseguidos Onix,leio e gosto muito
ABRAÇOS
MARY


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/07/2010 21:24  Atualizado: 22/07/2010 21:24
 Re: Escorre-se-me por dentro / ÔNIX
Eu nunca sei se é há "um mundo que me esquece" ou se há "um eu que esquece o mundo" , talvez ambas as coisas ! ...
Belo e excelentemente construído este teu poema.

Beijos


Enviado por Tópico
Clarisse
Publicado: 16/09/2010 09:35  Atualizado: 16/09/2010 09:35
Da casa!
Usuário desde: 24/09/2009
Localidade: aqui
Mensagens: 392
 Re: Escorre-se-me por dentro
Escorre-se-lhe pelas veias o desejo de um mundo por vir, um desejo em devaneio de qualquer coisa que sabemos que está ali, mas que ainda não alcançamos. Todos acabamos rendidos ao mundo maior, onde o amor e a verdade imperam.
Grande!
Grande abraço Dolores!!
Clarisse