https://www.poetris.com/
 
Poetrix : 

Versão (Entrelinhas)

 
Versão

Veste a pele da desonra,
Pra que se incomodar,
Esta é a roupa que te faz honra.
-x-x-

Lembra quando me esbofeteasse,
Gritasse que eu fosse embora.
Hoje aqui no paraíso, voce aí sem abrigo.
-x-x-

Baba escorre no canto da boca,
Um lado todo morto.
Pensa que tenho pena. Seu porco!
-x-x-

Cabe a hora do adeus
Nas entrelinhas a sina
Só voce não rima.
-x-x-

Nu expôs as palavras limpas
Logo as vestindo com o verbo impor
Com estas roupas o amor não casou.
-x-x-

Cio cioso sinuoso
Gozo ardoroso ansioso
Cisco grito atiço.
-x-x-

A julgar pela tua vaidade
Deves ter na mente sementes
Na certa vai nascer um pé de-mente.
-x-x-

Questiona sempre o frívolo
Ele se mostra sempre astuto
Na verdade não passa de um vulto.


Jamaveira®


Jamaveira - O medo escraviza a Alma

 
Autor
jamaveira
Autor
 
Texto
Data
Leituras
430
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.