https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Quando o amor acaba

 
Quando o amor acaba

O corpo que era perfumado
Hoje irrita a favor do vento
O sorriso uma janela de alegria
Agora fechada sem trinco
Os carinhos que explodiam a paixão
Parecem espinhos no coração
Os cabelos aos ventos que beleza...
Mais parecem agora ninho em desalinho
O andar cheio de charme
Não passa de quebra pedra desajeitado
O hálito quente de desejo
Parece queimar as narinas seu cheiro
O dengo sem limite e cheio de charme
Um retorcido ritual dos diabos
O pensamento era ponte de felicidade
Hoje se perde sem destino
O que era doce agora amarga como fel
Não adianta chorar
Nem tampouco implorar
Carne morta alma sem abrigo
O que é bom pra você é pena de morte pra mim.
Adeus!

Jamaveira®


Jamaveira - O medo escraviza a Alma

 
Autor
jamaveira
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1307
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/07/2012 19:45  Atualizado: 27/07/2012 19:45
 Re: Quando o amor acaba
Bonita mensagem poeta na sequência de um amor acabado...há momentos assim.
O fim tá tão espetacular que vale a pena reescrever:

"Não adianta chorar
Nem tampouco implorar
Carne morta alma sem abrigo
O que é bom pra você é pena de morte pra mim.
Adeus!"

Também é de referir "amor não correspondido não vale a pena ser sofrido".
Abraços
Luzia

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 27/07/2012 23:48  Atualizado: 27/07/2012 23:48
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: Quando o amor acaba
Belo poema...
Mas como a vida sem amor, não tem sabor, há que partir para outro.

Meu abraço