https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

os anos...

 
os anos vestem-se com adereço dos dias,
dos meses vividos,
as rugas vincam a face,
agruras do sofrimento…

no silêncio poético da vida,
no alcance do futuro,
o tempo divide,
multiplica angustias,
soma receios,
subtrai sonhos…

do rosto que era seu,
da eternidade sonhada,
perde-se o tempo…

sem sol, sem sombra,
é acaso, palidez do nada,
efémero suspiro,
delírio, êxtase, canto do fim…




poema registado na Sociedade Portuguesa de Autores

 
Autor
João Videira Santos
 
Texto
Data
Leituras
655
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 27/12/2009 20:25  Atualizado: 27/12/2009 20:25
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4531
 Re: os anos...
Os anos passam
e vão levando tudo o que fomos.
Muito bem descrito o ciclo da vida
neste belo poema.
Mesmo com rugas, sem sol...
vamo-nos encontrando por aqui.
Tudo de bom para si.
Beijo
Antonieta

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 27/12/2009 21:22  Atualizado: 27/12/2009 21:22
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: os anos...
Segundos, minutos, horas, dias, meses, anos, séculos, eternidades...

O tempo é o senhor ou o tirano que tudo consegue explicar, apesar dessa eventual explicação apenas ir ainda mais adensar as nossas dúvidas.

Vivemos numa direção, enquanto vamos bebendo na outra - que condiciona os passos seguintes...
Isto se ativarmos a memória e a inteligência, pois metade da vida é universidade e a outra metade, também.

E mesmo com os anos fugindo, é sempre oportuno desejar:
Feliz Ano Novo!
Abraçooo desde Caldas!
Abílio