https://www.poetris.com/
 
Textos : 

e o frio que não passa

 
O frio não passa e o tempo desespera a esperânça numa pessoa melhor.

Mais dia menos dia, acabam-se as gélidas mãos assanhadas ao pescoço, é o que me apetece fazer, desaparecem as impressões digitais de uma só vez.

Diz que era, mas não concordo, tem que ser pessoal e intransmissivel, mesmo que o abandono seja total, nada há a fazer.

Também digo que isso não é amor.

Um é demais no pico do calor, ainda bem que amanhã é dia de trabalho e as experiências chegam flutuando. Mas hoje, a dança não é com lobos, mas com tempo
.
O silêncio fez-me pensar nas palavras e assustou-me, embora os ouvidos nem quisessem ver, fiquei triste com a revelação digital, nem um acordo de sorrisos apareceu, que dureza.

O frio entranha-se nas palavras e estas calam-se!


Carolina

 
Autor
Carolina
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1321
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
31 pontos
15
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 15/01/2010 19:44  Atualizado: 15/01/2010 19:44
Colaborador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 2699
 Re: e o frio que não passa
falas de frio, no entanto senti calor neste texto feito de pensamentos dispersos como é a mente humana quando" o frio entranha.se nas palavras e estas calam.se "

beijo


Enviado por Tópico
Moreno
Publicado: 15/01/2010 20:50  Atualizado: 15/01/2010 20:50
Colaborador
Usuário desde: 09/01/2009
Localidade:
Mensagens: 3486
 Re: e o frio que não passa
ao frio que se faz sentir (clima) há também o frio nos sentimentos que se acomodam...

gostei da metáfora.

beijo


Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 15/01/2010 20:54  Atualizado: 15/01/2010 20:54
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: e o frio que não passa
Nada pior que a conjugação do frio das temperaturas, com o gelo das palavras.

Mas tudo acaba por passar
e a Primavera voltará a reinar.

Abraçooo luso!
Abílio


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 15/01/2010 22:00  Atualizado: 15/01/2010 22:00
 Re: Vou comentar um poema com outro poema depois digo a minha opiniao
Poema
A rapariga do cabelo loiro

A uma festa eu fui
Dancei com algumas mulheres
Bonitas como rosam
Mas tu la estavas
Bonita como uma flor
Bonita como uma princesa.

A vontade de te pedir a honra
De uma breve mas doce dança
Que a muito te queria pedir
Desde os tempos de escola
Desde os tempos que te conhecia de cor
Muitos homens tiveram mas nunca o ideal.

Muitos te fizerem chorar
Muitos te usaram como moeda de troca
Mas eu não era disso capaz.

Era capaz de te amar
Sem nada em troca pedir
Pois o amor não é dinheiro
Mas vale ouro quando é verdadeiro.

A maneira como danças
Moves o corpo na pista
De dança faz-me sonhar
E pensar contigo quero ficar.

Mas a noite já longa vai
E la estou eu a lamentar-me
Por nunca te dizer o que senti antes
E agora sinto.

A noite já vai no seu fim
Mas quem me dera que não
Mas agora vou a casa voltar
Sempre contigo no pensamento
E para sempre apreciando esta noite
Este momento.







A verdade e que mesmo
Com outras penso em ti
Com outras? Não.
Hoje só te quero a ti.

Quero te abraçar e
Amor contigo fazer
Nunca quis o contrário
Apesar de pensar que sim.

Nunca fui capaz de dar esse
Passo de gigante para te
Comquistar apenas
Só te consegui ver a dançar
Nesta noite bonita
Como dantes.

Serás sempre a Rapariga dos cabelos loiros.
Serás sempre um sentimento bonito
Serás sempre
Sempre para sempre
A minha metade a outra sou eu.

Me despeço desta noite com um brinde
Não por te perder mas por passados 23 anos
Te ver mais uma vez.

A festa acabou bebo
Um ultimo copo pois
A noite fria vai estar
Agora vai doer.

Doer ver-te com outro a dançar
Ver-te a brilhar na pista de dança
Danças com a minha solidão mesmo
Não sabendo.

A festa acabou e eu
Sozinho dei por mim
A chorar e a dançar
Sozinho.

A dança só e bonita
Com alguém que brilhe
E saiba dar magia
A mesma dança.

Rapariga dos cabelos loiros
Nunca perguntei o teu nome


Apenas sei
Que teus olhos são azuis
E tens cabelos azuis.

Amo-te e nunca tive a coragem de dizer
Por isso a noite fria vai ficar
Mas sem ti
Vou ter de continuar
Dói saber o que vem
A seguir mas em frente vou seguir.

Talvez vá consegui assim
Te esquecer mas vai doer
Doer.

Talvez assim consiga
O caminho da vida
Continuar.

Dói mas dorido vou continuar.

Ass: Ricardo Neves.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 15/01/2010 22:03  Atualizado: 15/01/2010 22:03
 Re: e o frio que não passa
Falas de um frio que nao passa,neste teu poema que desde já esta execelente falas de um frio paralisante. Nao o frio que sentes na rua mas o calafrio de alguma solidão estarei certo?

Nao te esqueças de ler os meus poemas e deixar a tua opiniao oki
bjs e desta vez com um calor especial o da amizade


Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 15/01/2010 22:25  Atualizado: 15/01/2010 22:25
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3332
 Re: e o frio que não passa
olá carolina,

é com grande emoção que te lei-o, espero que não cales esse ser que és.

beijo


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/01/2010 15:40  Atualizado: 16/01/2010 15:40
 Re: e o frio que não passa
Estive aqui a ler-te e gelei.

Talves a minha presença seja nada. Mas a vida é cheia de pequenos nadas e são eles que completam o universo cósmico, onde nada somos. Fiz-me entender?

Beijo azul


Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 16/01/2010 18:51  Atualizado: 16/01/2010 18:51
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8225
 Re: e o frio que não passa
Também a palavras frias mais vale palavra nenhuma...O amor não tem lado frio.
Beijo