Poemas -> Surrealistas : 

beijo de Crisfal

 
são duros agora o tempo embaciou
o espelho
onde me via
formosa e bela
e as searas há muito apodrecidas
nas raízes
na borda-d’água;

aprumam-se distâncias
a linha corre
maquiavélica
esmaecendo o cinza da fuselagem.
de norte a sul
e seu inverso

inverto-me, ampulheta
de areia cauterizada

não existe tensão
nem o sal se inquieta em pousio de pele
apenas
sarças insistem num perecível rasgão …

são duros agora,
os meus olhos que atentam na baba calcinada
p’lo congelo - em baba de caracol

o beijo de Crisfal

e o momento exacto em pêndulo:
o longe
e o perto.

solto
uma valente gargalhada. pérfida, é de mim que rio,
e de mais nada.

um corvo sobe
e, num lapso em que a memória acorda d’amnésia branca,
recito aos sete ventos
um extracto excelso de poema

“Parado, o relógio mudo/Repete a imensa charada/– Sempre viva e já safada –
De que tudo é nada-nada,/Se o Nada não tem o Tudo.”(1)

(1)José Régio, «Cântico Suspenso»


MT.ATENÇÃO:CÓPIAS TOTAIS OU PARCIAIS EM BLOGS OU AFINS SÓ C/AUTORIZAÇÃO EXPRESSA

 
Autor
Mel de Carvalho
 
Texto
Data
Leituras
3113
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
19 pontos
11
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 20/01/2010 13:40  Atualizado: 20/01/2010 13:40
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7238
 Re: beijo de Crisfal para mel
que no tudo e no nada haja um tudo de nada que possa ser tudo .

beijo,mel.

alex



Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/01/2010 13:50  Atualizado: 20/01/2010 13:51
 Re: beijo de Crisfal
Ola Mel

Fiquei a conhecer a tua poesia através de uma amiga que tem pelo que escreves grande admiração. Vejo agora o porquê. Belo este poema escrito de forma irrepriensivel

Aprendi desde pequena que o nada por ser tudo e o tudo apenas nada.

Beijo azul

Levo para mim



Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/01/2010 13:54  Atualizado: 20/01/2010 13:54
 Re: beijo de Crisfal/Mel
Belo, envolvente.
Quem gosta de pensar o tempo e as gentes no tempo agradece.
Parabéns!
Abraço
Edilson

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/01/2010 15:07  Atualizado: 20/01/2010 15:09
 Re: beijo de Crisfal
Posso limitar-me a saudar o regresso da emérita poetisa?

O mais importante do poema, seja ele qual for e qual for o tema sempre será o regresso, a retoma de nós próprios, mesmo que através de uma imágem reflectida; e este espelho de cristal, que não se confunda com Régio ou Cristóvão Falcão (Crisfal), permanece intacto.

Bj

Enviado por Tópico
Vera Sousa Silva
Publicado: 20/01/2010 15:24  Atualizado: 20/01/2010 15:24
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4098
 Re: beijo de Crisfal
O tempo que passa, o espelho, o inverso... Um poema maravilhoso Mel.

Beijo enorme envolvido num abraço

Enviado por Tópico
João Marino Delize
Publicado: 20/01/2010 16:05  Atualizado: 20/01/2010 16:05
Membro de honra
Usuário desde: 29/01/2008
Localidade: Maringá-
Mensagens: 1939
 Re: beijo de Crisfal
Eu poderia dizer que não entendi nada. Pois este poema tem tudo para que não seja entendido, mas infelizmente entendi grande parte.( A parte que só os poetas entendem.)

Abraços:

Enviado por Tópico
Mel de Carvalho
Publicado: 21/01/2010 08:58  Atualizado: 21/01/2010 08:58
Colaborador
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa/Peniche
Mensagens: 1562
 Re: beijo de Crisfal
Meus amigos,

o meu imenso obrigada. Por tudo.

Fraterno abraço
Mel