https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Deixei assim

 
Da boca deixei cair beijos
Serenamente calados,
Tristemente silêncios
Como todos aqueles beijos bons
Que se dão só para nós.

Da alma deixei tombar os olhos
Porque no caminho os perdi,
E na estranheza do sentir
Vegetei ao sangue maduro
O sangue que tanto vivi.

Do corpo deixei trucidado
O espírito, e o senso sem vestes
Deixei o âmago, e a utopia
Versejei a mentira, a cor
E corri atrás de um temporal
Que afinal não tinha fim.

Do resto deixei o gesto
Suspenso nas hipérboles mais loucas
Das loucas simetrias que a vida tem,
Deixei o riso e a palavra, o silêncio
E o que de melhor sonho
Tem o sonho além…
 
Autor
José António Antunes
 
Texto
Data
Leituras
670
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 09/03/2010 00:46  Atualizado: 09/03/2010 00:46
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3857
 Re: Deixei assim
E no fim...
Deixaste aqui um bonito poema!

Um poema que vai muito para além daquilo que as palavras nos dizem

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 09/03/2010 01:10  Atualizado: 09/03/2010 01:10
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: Deixei assim
Que bem que me soube tudo o que aqui me deixas,
para poder sonhar. Se um dia escrevesse assim!
Quem sabe se cá voltar?!

beijinho Jose,
da rosa

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 09/03/2010 18:26  Atualizado: 09/03/2010 18:26
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12071
 Re: Deixei assim
A alma tomba nos olhos e o silêncio faz renascer os sonhos em todas as fases da vida...

Beijos