https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Menos aqui!

 
por mais um pouco
seria o mais
ou talvez o mais nada.
como um golpe
o tudo se transformou
e a asa se quebrou
a leve brisa
que o tudo leva
sem retorno do pouco
que foi mais além.

tentei nascer o mais
mas o nada se aprumou
rude golpe
que foi mais aquém
e eu fiquei menos aqui
com o pouco que voou
mais o vento forte que soprou.

tomara que o pouco
fosse o mais além
sem o aquém que se partiu
no meu mais
a voar o pouco
que é o nada aqui.

Eduarda
22/03/2010








 
Autor
eduardas
Autor
 
Texto
Data
Leituras
907
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
58 pontos
34
0
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 22/03/2010 21:35  Atualizado: 22/03/2010 21:35
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11191
 Re: Menos aqui!
Eduardas

Aqui és mais tu e a tua boa poesia, sempre.
Beijo
Nanda


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/03/2010 21:36  Atualizado: 22/03/2010 21:36
 Re: Menos aqui!
gostei da poesia parabens continua.


Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 22/03/2010 21:45  Atualizado: 22/03/2010 21:45
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: Menos aqui! para eduardas
ficou aquém...mas o poema foi lá.foi mais além.

parabéns,eduarda!

beijo,
alex


Enviado por Tópico
Carolina
Publicado: 22/03/2010 21:46  Atualizado: 22/03/2010 21:46
Colaborador
Usuário desde: 04/07/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3555
 Re: Menos aqui!
O mais e o menos aqui, ou será o mais ou menos?
Interessante exercício este.

beijo


Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 22/03/2010 21:51  Atualizado: 22/03/2010 21:51
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4533
 Re: Menos aqui!
Olá Eduarda,

Em matemática o mais por menos, dá mais
A prova está na tua poesia, sempre mais
bela, mais terna, mais poesia.
Beijinhos
Antonieta


Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 22/03/2010 22:03  Atualizado: 22/03/2010 22:04
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: Menos aqui!
Esta tua poesia linda me fez lembrar uma outra
de Mário Sá Carneiro que reza assim:

Um pouco mais de Sol e eu era brasa
Um pouco mais de azul e era além
Para atingir faltou-me um golpe de asa
Se ao menos eu permanecesse aquém.

Parabéns.
beijinho
rosa


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 22/03/2010 22:30  Atualizado: 22/03/2010 22:30
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15522
 Re: Menos aqui!
Gosto e me identifico muito com o teu escrever em prosa ou versos. Tanto faz. Tudo é digno de ti e de nós. Um beijo no teu coração.


Enviado por Tópico
AuroraRosado
Publicado: 22/03/2010 22:41  Atualizado: 22/03/2010 22:41
Colaborador
Usuário desde: 18/03/2010
Localidade:
Mensagens: 623
 Re: Menos aqui!
Entre o sonho e a realidae, os passos que ficaram por dar e os que poderia ter seguido. Um belo espelho da incerteza que sempre surge pontuando as viagens interiores que todos fazemos.


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 23/03/2010 00:09  Atualizado: 23/03/2010 00:09
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Menos aqui!
Ilimitada é a tua inspiração
e isso só está ao alcance daqueles que nasceram
para bordar os dias com as palavras.
Gostei, Eduarda e deixo-te antes de me ir deitar
um beijo
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
Massari
Publicado: 23/03/2010 00:32  Atualizado: 23/03/2010 00:32
Colaborador
Usuário desde: 07/12/2009
Localidade: Sertãozinho/SP
Mensagens: 1089
 Re: Menos aqui!
belíssimo e tudo o mais
bj


Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 23/03/2010 00:42  Atualizado: 23/03/2010 00:42
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3857
 Re: Menos aqui!
É a aritmética da vida conjugada com a matemática das emoções.
O resultado é mais este belo poema teu!

Beijo Eduarda


Enviado por Tópico
Mariaa
Publicado: 23/03/2010 01:04  Atualizado: 23/03/2010 01:04
Colaborador
Usuário desde: 23/08/2009
Localidade: Braga
Mensagens: 2621
 Re: Menos aqui!
Um dia encontras o equilibrio
e tanto estará aqui como além
e sereno e manso corre teu rio
e tu feliz com mais alguém!...

Foi sempre pouco o que fizemos?
Será sempre demais o que quisermos?
O importante é que nos amemos
e honestos sejamos a quem nos dermos!

N BEIJOS E MIL ABRAÇOS SIDERAIS DA AMIGA AO DISPOR
Maria*+* *+*


Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 23/03/2010 03:40  Atualizado: 23/03/2010 03:40
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4550
 Re: Menos aqui!
Ola poetisa

Gostei deste teu raciocínio.

Nunca sabemos se o que fica é o mais ou o menos, ás vezes pensamos que é mais e na realidade foi o menos que ficou, outras vezes pensamos que é o menos e quando nos demos de conta para nossa felicidade foi o mais que sobrou.

Jinhos
Tudo de bom para ti


Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 23/03/2010 09:12  Atualizado: 23/03/2010 09:12
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2309
 Re: Menos aqui!
...
olá eduarda

e eu fiquei menos aqui
com o pouco que voou


Brilhante!

Foi assim
parti-me com a unha
lendo-te os rios que os dedos
Trazem


Beijo


Enviado por Tópico
Moura365
Publicado: 23/03/2010 18:50  Atualizado: 23/03/2010 18:50
Colaborador
Usuário desde: 23/10/2009
Localidade: Rio tinto-Porto
Mensagens: 2284
 Re: Menos aqui!
O tudo e o nada, está sempre presente em nós. Mas neste poema, estás aqui presente, de corpo inteiro!

Gostei muito!

Beijinhos


Enviado por Tópico
ROMMA
Publicado: 23/03/2010 20:42  Atualizado: 23/03/2010 20:42
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade:
Mensagens: 2462
 Re: Menos aqui!
talvez a filosofia num poema matemático construído ao sabor da vida, as somas subtrações e os zeros...
beijinho Eduarda
Romma


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 23/03/2010 23:39  Atualizado: 23/03/2010 23:39
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Menos aqui!
Sabe aquelas coisas de não terminar? Continuam na cabeça adentro, assim é seu poema! bjs