https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

APENAS UM SOPRO...

 
ofereceste-me palavras para entrarem
lentamente no meu corpo e pensar que abraçava
uma nova noite no sangue da esperança.
mergulhei inteira na vela da fogueira
à espera do sopro da asa.
afinal tinha sido apenas um golpe de gelo,
um sonho indigente e embriagado na névoa fatal.
abri o ventre como castigo da ferida que me deixaste aberta
e vazei os olhos, para cortar as palavras que disse,
condenadas de um crime que não cometi.
desenho agora nas roupas desbotadas, mãos e língua, coalhadas de sangue e cubro o rosto com as cinzas das velas feridas e enterradas nos buracos do meu corpo.
e para não ter mais sonhos, cortei as asas da noite inteira
e atirei-as ao poço do falso adulador, que passou por mim,
com as mãos arrumadas e apagadas de águas.
e eu fico aqui a coleccionar mergulhos no alto dos poemas,
na companhia do vinho e do cigarro,
enquanto o mar me esmaga as dores do corpo
e das palavras na brecha da consciência.

Eduarda
07/05/2010






 
Autor
eduardas
Autor
 
Texto
Data
Leituras
3632
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
30 pontos
22
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Beija-Flor76
Publicado: 07/05/2010 21:30  Atualizado: 07/05/2010 21:30
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2010
Localidade: PORTUGAL
Mensagens: 2058
 Re: APENAS UM SOPRO...
São sempre fortíssimos os teus poemas, de um poderoso ímpeto de tristeza e e revolta.
Mas não cortes as asas da noite, experimente antes a voar nelas.
um poema esmagadoramente bem conseguido o qual adorei como é costume.

Beijo meu


Enviado por Tópico
Runa
Publicado: 07/05/2010 21:34  Atualizado: 07/05/2010 21:34
Colaborador
Usuário desde: 24/04/2010
Localidade: Santo Antonio Cavaleiros
Mensagens: 1177
 Re: APENAS UM SOPRO...
Um muito bem conseguido jogos de palavras e sentimentos. Adorei. Parabéns.


Enviado por Tópico
luciusantonius
Publicado: 07/05/2010 21:38  Atualizado: 07/05/2010 21:38
Colaborador
Usuário desde: 01/09/2008
Localidade:
Mensagens: 670
 Re: APENAS UM SOPRO...
Inexoravelmente o ser humano sofre e tanto mais quando mais fundo vai nas suas interrogações, nos seus sonhos e anseios.
Poema excepcional que me não surpreende.

Um abraço amigo
Antonius


Enviado por Tópico
JOSÉMANUELBRAZÃO
Publicado: 07/05/2010 21:42  Atualizado: 07/05/2010 21:42
Colaborador
Usuário desde: 02/11/2009
Localidade: Lisboa, PORTUGAL
Mensagens: 7775
 Re: APENAS UM SOPRO...
Um poema intenso com muitas imagens; o leitor que faça a sua leitura!

A minha é de um poema com a assinatura de Eduarda sujeita a Sucesso!

Beijos do ZÉ


Enviado por Tópico
mariagomes
Publicado: 07/05/2010 21:51  Atualizado: 07/05/2010 21:51
Colaborador
Usuário desde: 18/04/2010
Localidade:
Mensagens: 1614
 Re: APENAS UM SOPRO...
Olá amiga, poema intenso, mas belo como sempre, gostei muito, parabens.
beijinho
mariagomes


Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 07/05/2010 22:13  Atualizado: 07/05/2010 22:13
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: APENAS UM SOPRO...
Eu leio desilusão, e tristeza, mas nós sabemos
que tudo na vida tem um tempo limitado até o sofrimento, por isso depois duma noite surge sempre um novo dia.

Lindo Eduarda, adorei ler.

beijinho, bom fim de semana.

rosa


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/05/2010 22:58  Atualizado: 07/05/2010 22:58
 Re: APENAS UM SOPRO...
Ola Eduarda ,sempre nos ofereçe palavras que entram em nós e marcam...bom fim de semana
mary


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 08/05/2010 02:26  Atualizado: 08/05/2010 02:26
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: APENAS UM SOPRO...
Entre um trago e outro dá pra sentir o gosto das palavras desse poema na boca. Ah, obrigada! bjs


Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 08/05/2010 10:50  Atualizado: 08/05/2010 10:50
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2309
 Re: APENAS UM SOPRO...
...
bom dia eduarda

ofereceste-me palavras para entrarem
lentamente no meu corpo e pensar que
abraçava uma nova noite no sangue da
esperança


e,
desenharam-te os espelhos a sombra do teu braço
ao escrevê-lo!



beijo


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/05/2010 16:26  Atualizado: 08/05/2010 16:26
 Re: APENAS UM SOPRO...
Este sentido que seu poema nos passa, entra no corpo, nos abraça, nos sopra essas dores sentidas, nos rasga a alma... sempre leio e releio seu poemas e confesso que suas palavras sempre me alcançam vão além, gosto muito...


Bjus Eduarda.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/05/2010 22:00  Atualizado: 08/05/2010 22:00
 Re: APENAS UM SOPRO...
Teus poemas são fortes, aguçados, pasme me fazem sentir viva!