https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Paixão : 

Paixão

 
quero esquecer o amor
por não ser mais forte que o teu
dentro d’eu habitado em mim.

esta ousada paixão que goza minh’alma
já nem dela sei mais
perdeu-se dentro de mim num total e ruim
o ego maior da dor desigual que o amor tem.

foi beleza e satisfação no afago
o desejo sensível e insuportável!
castigo de orgulho bom que senti.

chegaste num corpo exacerbado
como se fosses a qualidade da razão
o amor é emoção
não pode ser tão grave assim.

rogo-te que me abandones a dor
mas embala-me como nunca o amor fez
sofrer por sofrer quero sofrer por ti
não por mim e amor
não tem de ser tão mau em mim.

acomoda-te a ser igual e fica triste
mas que esse ser triste
não seja mais triste do que eu.

a realidade me assola e me enrola
e nunca me consola os desejos apressados
desta paixão louca que corre por mim
num vai e vem forte do meu lés a lés.

ao invés de tudo sou eu a simples flor
tu o tempo de espera
que há-de vir a esmorecer.

estou certa que mais pareço um planeta
dentro dum só cometa
um pedaço de radar torto que padeço
num satélite vagueado no deserto.

o mar que me faz sonhar e sorrir
torna-me exuberante na chegada da cor roxa
que me embebeda a beleza aromática do amor
mas amor é romance e paixão
é clone meu de olfacto de afeição.

a patologia é elevada à quase religião
porque amor é prosa d’alma e é nada
e paixão é flor afã que me cansa só de ver-te.

quero-te fora de mim!
num ser mais exótico e sem foto da tua raça
a graça maior gravada do meu eu
a parecer osso da metáfora grega
sem meta nem recta
um fugitivo de amor que figura formoso
e a língua cala minha boca sequiosa.

a palavra tua dentro da minha
é arte e fica perfeita
mas a cor do enigma que trazes
tem musica ilustre e coroa redonda
como se fosses lógica da flora que me assola.

não passaste de imagem duma bela memória
crucificada de estigmas e úlceras queimadas
pelo açoite infinito desse amor
que não me abandona.

querer queria-te paixão de igual forma
amor mais ameno como a cifra tocada
humildade que redime dentro do original
e sem pecado de Adão vindo do paraíso
a querer o inferno cá na terra!

se não fores embora de vez avisa-me!
para me vestir novamente nessa jura
ficarás nas falhas eternas e eloquentes
e das brisas mágicas morrerei
sem saber se és amor de amor
ou paixão noutra forma qualquer.


Inéditos de Rosa Magalhães
(Imagens da internet)
com 3 Livros Editados
1º "Pérolas de Amor"
2º "Acrósticos de Poesias"
3º "7 Vidas de Afectos"
Rosa Magalhães

 
Autor
ROMMA
Autor
 
Texto
Data
Leituras
702
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
6
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
amandu
Publicado: 31/03/2010 18:21  Atualizado: 31/03/2010 18:21
Colaborador
Usuário desde: 24/03/2008
Localidade: LISBOA
Mensagens: 3651
 Re: Paixão
GOSTEI E VIVA A SUA PAIXÃO. PAIXÃO DE LETRAS É BOM DE VER. ESCREVER É O ARTISTA NÃO O DE LER A VIDA DE CADA UM.
UM ABRAÇO ROMMA E BOM DE VER TEU ESTUDO.
AMANDU


Enviado por Tópico
eduardas
Publicado: 31/03/2010 19:33  Atualizado: 31/03/2010 19:33
Colaborador
Usuário desde: 19/10/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3731
 Re: Paixão p/Romma
O amor pode fazer sofrer , a paixão corrompe os sentidos.
Oa Amor se quer suave e doce, para deleite e contemplação.

bj
Eduarda


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 02/04/2010 19:30  Atualizado: 02/04/2010 19:30
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Paixão
Olha, depois de te ler, nem sei como me visto hoje.
Tão feminino e complexo poema. beijo