https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Deixa-me amar-te!

 
Tags:  amar    ilusão    passado    presente    pecado    nó.só  
 
Deixa-me amar-te

Deixa amar-te, trago o coração cheio
Deste amor que traz sabor a passado
Amar-te assim, sem nada de permeio
Amar-te sómente, sem hora, nem pecado.

Cegam meus olhos na garganta dá-se nó
Porque é Amor isto que a gente sente!?
Não amedrontes, não queiras deixar-me só
Não ensombres meu coração ou que fragmente.

Basta havermos sentido, não digas só ilusão
Ou que é simplesmente resto duma aventura
Diz-me que o que sentes, te vem do coração.

Constrange-me o que dizes, sou eu que padeço
Negação transforma-me a vida em noite escura
Escorregadio o chão que piso, e não mereço.

Open in new windowrosafogo

Soneto perdido no tempo.


Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1973
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
20
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Beija-Flor76
Publicado: 19/04/2010 22:49  Atualizado: 19/04/2010 22:49
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2010
Localidade: PORTUGAL
Mensagens: 2058
 Re: Deixa-me amar-te!
Diria mais soneto encontrado na alma e no peito duma grande poetisa .
Como gosto de si querida amiga, escrita nestas linhas da saudade.
Beijinhos
Beija-flor


Enviado por Tópico
Margarete
Publicado: 19/04/2010 22:50  Atualizado: 19/04/2010 22:50
Colaborador
Usuário desde: 10/02/2007
Localidade: braga.
Mensagens: 1199
 Deixa-me amar-te! à rosafogo
boneto soneto.
sim senhores.

fez-me lembrar um poema/texto, continuativo, que leio por aqui, creio que o título é parecido, se não o for no conteúdo será na forma, é assim: "deixa-me tramar-te".

de regresso ao soneto, só lhe dou um conselho metafórico, se o chão está escorregadio deve mudar o detergente que usa, talvez não seja o mais aconselhado para o pavimento, pode ser disso.


um beijo,
mar.


Enviado por Tópico
AuroraRosado
Publicado: 19/04/2010 23:04  Atualizado: 19/04/2010 23:04
Colaborador
Usuário desde: 18/03/2010
Localidade:
Mensagens: 623
 Re: Deixa-me amar-te!
Pois que bom que foi um soneto achado por cá!
Saber receber é tão importante como dar.
Belo, como sempre.

Bj


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 19/04/2010 23:17  Atualizado: 19/04/2010 23:18
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Deixa-me amar-te!
Um soneto a enaltecer o amor.
O amor que só será absurdo para aqueles
que não sabem amar.
Lindo Rosa.
Beijo
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
eduardas
Publicado: 19/04/2010 23:18  Atualizado: 19/04/2010 23:18
Colaborador
Usuário desde: 19/10/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3731
 Re: Deixa-me amar-te! p/Rosa
O amor será sempre o soneto que quisermos e eterno enquanto dure.

Como sempre é um prazer ler-te.

bj
Eduarda


Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 19/04/2010 23:30  Atualizado: 19/04/2010 23:30
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4531
 Re: Deixa-me amar-te!
Soneto perdido no tempo,
que em boa hora encontraste,
pois é lindo.
O amor está presente.
Beijinhos amiga
Antonieta


Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 19/04/2010 23:31  Atualizado: 19/04/2010 23:31
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: Deixa-me amar-te!
belo poema (pena perdido no tempo...)...mas cantar o amor é já uma forma de o resgatar!

beijos, Rosa
arfemo


Enviado por Tópico
AnaMartins
Publicado: 20/04/2010 01:14  Atualizado: 20/04/2010 01:14
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 2221
 Re: Deixa-me amar-te!
Há um tempo para tudo, Rosinha, até para encontrar sonetos escondidos (nunca perdidos...)

Beijinho!


Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 20/04/2010 17:09  Atualizado: 20/04/2010 17:09
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: Deixa-me amar-te!
Que bom encontrates esse soneto perdido no tempo!
Assim tivemos o prazer da partilha de um bem feito e sentido poema de amor. :)
Bjins, Betha.


Enviado por Tópico
karolis.br@sapo.pt
Publicado: 21/04/2010 17:27  Atualizado: 21/04/2010 17:27
Da casa!
Usuário desde: 17/04/2010
Localidade: Cascais. Portugal.
Mensagens: 368
 Re: Deixa-me amar-te!
ESSES SONETOS DO PASSADO
QUE O TEMPO SEMPRE APRESSADO
CRIA E LEVA DE SEGUIDA,
A GENTE AO RECORDAR
FAZ O TEMPO REGRESSAR
E TRAZER DE NOVO À VIDA.

AMIGA,PUBLIQUE OS OUTROS TAMBÉM!
GOSTEI IMENSO DESTE.
UMA VÉNIA ESPECIAL PARA SI. KAROLIS.