https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

retalhos

 
queria antes de tudo ser um covarde,
desistir de tudo vestir-me de luto,
temer a dor como quem teme a vida.
não ter o sabor de um amor perdido .


não busco o tolo embate de um beijo vivido.
ou o frescor suave que senti em teu busto
queria não ter a certeza de ainda amar-te
nem na memoria tua presença sentida.


quisera eu ser opaco e funebre.
que chama em mim perder-se o lume.
que o dia em noite se transforme.
e que este sonho hoje disforme,



fosse de minha alma arracando


POUCO SEI DA ARTE DA ESCRITA POREM DO NADA QUE LEIO DO MUITO QUE VEJO E DAQUILO QUE NAO ENTENDO SOMENTE APRECIO A UNICA CERTEZA AMO POESIA

 
Autor
daywyston
Autor
 
Texto
Data
Leituras
396
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.