https://www.poetris.com/
 
Contos : 

Mordomo I

 
Tags:  justica  
 
O principal incómodo não é, sequer, o sentido de injustiça. A remoer, fica apenas uma certa maldade em determinações irrevogáveis. Obviamente, nunca pronunciou uma palavra sobre este assunto, nem qualquer outro referente a seu amo. O brio profissional impede-o de tal ousadia, mordomo exemplar no serviço, na entrega e observador exímio da deontologia do seu mester. O trabalho não lhe parece excessivo, salvo os acessos de gula do amo e outros rituais intempestivos. A disponibilidade é total, de dia e de noite.

(continua)


Boa semana!


Garrido Carvalho

Abril '10
 
Autor
Garrido
Autor
 
Texto
Data
Leituras
825
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.