https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Maledicência

 
Tags:  ódio    ciÚme    inveja  
 
Para quê tanto azedume,
tanta inveja e ciúme,
sob a capa da verdade?

Quanto ódio e bisbilhotice,
um rol de diz que disse
cuspidos com tanta maldade.

Onde pensa que vai parar
fingindo tanta virtude
que já não engana a ninguém?

Ao mesmo e santo lugar
que outros de melhor saúde
quando morrem vão também.
 
Autor
Vera Sousa
 
Texto
Data
Leituras
1879
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
27 pontos
19
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 14/05/2010 15:41  Atualizado: 14/05/2010 15:50
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Maledicência
Deve ser algum virús...
Por onde quer que nos viremos assistimos a estes
focos de violência
IN
contida.

Um abraçooo!

Abilio

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 14/05/2010 15:42  Atualizado: 14/05/2010 15:42
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Maledicência
Muito bem, Vera, tens toda a razão.
Um abraço

[quote]Quanto ódio e bisbilhotice, um rol de diz que disse cuspidos com tanta maldade. Onde pensa que vai parar fingindo tanta virtude que já não engana a ninguém?

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/05/2010 15:46  Atualizado: 14/05/2010 15:46
 Re: Maledicência
"Quanto ódio e bisbilhotice, um rol de diz que disse cuspidos com tanta maldade. Onde pensa que vai parar fingindo tanta virtude que já não engana a ninguém?"

Não podia estar mais de acordo Vera. Afinal somos espelhos uns dos outros.

Beijo azul


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/05/2010 15:47  Atualizado: 14/05/2010 15:47
 Re: Maledicência
Serve para fazer boa poesia como a tua.
A sátira é um género bem português... como a inveja.
bjs
nuno

Enviado por Tópico
animarolim
Publicado: 14/05/2010 16:04  Atualizado: 14/05/2010 16:05
Colaborador
Usuário desde: 23/05/2009
Localidade: Braga
Mensagens: 856
 Re: Maledicência/ p.Vera Silva
Olá poetisa

Estou de acordo.GOSTEI DE LER, e conheço muitos destinatários em quem o teu poema se encaixava que nem uma luva, (gentalha de fora do luso poemas) porque felizmente no luso, dou-me bem com todos e todos se dão bem comigo.
O meu abraço para todos epara ti Vera em especial

um beijinho @migo
Rolim

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/05/2010 17:20  Atualizado: 14/05/2010 17:20
 Re: Maledicência
sensatas interrogações.
o rancor e afins gasta-nos.

Bj.

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 14/05/2010 18:20  Atualizado: 14/05/2010 18:20
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Maledicência
Vera,

No alinhamento das questões que vou alinhavando nos meus textos, construiste um grande poema. Meus parabéns!
Por isto te admiro, também.
Beijinho

Enviado por Tópico
EMontepuez
Publicado: 14/05/2010 19:13  Atualizado: 14/05/2010 19:13
Da casa!
Usuário desde: 10/04/2010
Localidade: Grande Lisboa
Mensagens: 249
 Re: Maledicência
Um azedume veste o poema. E nessa roupa escura sobressai um adorno útil chamado cinto, que aqui, segura e veste a pele de uma verdade inquestionável, que dá título ao poema.

Prefiro os poemas de outras temáticas, mas é preciso vestir a poesia com as realidades que abundam nos dias actuais.

Um abraço
Eduardo

Enviado por Tópico
TrabisDeMentia
Publicado: 14/05/2010 20:43  Atualizado: 14/05/2010 20:43
Webmaster
Usuário desde: 25/01/2006
Localidade: Bombarral
Mensagens: 2265
 Re: Maledicência
Não adianta trepar a árvore feito macaco pois vai cair feito homem.

Já fiz cavalinhos para engraxar as garotas mas quem me engraxou foi o asfalto.

Sempre se aprende com um joelho esfolado, ou dois, ou três...

Um abraço Vera, gostei muito.

Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 14/05/2010 22:43  Atualizado: 14/05/2010 22:43
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: Maledicência
Uma gracinha você, disse tudo!

Vem mais vezes, ok?

Beijinhos

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 14/05/2010 23:34  Atualizado: 14/05/2010 23:34
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: Maledicência
Nééé?
Apreciei muito, Vera!
Bjins, Betha.

Enviado por Tópico
Edilson José
Publicado: 16/05/2010 02:41  Atualizado: 16/05/2010 02:41
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2008
Localidade: SP
Mensagens: 5591
 Re: Maledicência/Vera
Tema sempre relevante, por quem o trata tão bem assim, em reflexão e forma.
Prazer em voltar a te ler também Vera!
Um abraço,
Edilson

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/05/2010 03:10  Atualizado: 16/05/2010 03:10
 Re: Maledicência
Conseguiste tranformar um pensamento meu em palavras e eu continuo a perguntar : " por que tudo isso?"..

Beijos

Bernardo

Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 16/05/2010 03:29  Atualizado: 16/05/2010 03:29
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3857
 Re: Maledicência
E assim
Preto no branco
Se escreveu
A bom escrever
Um belo momento
De poesia!

E mais não digo, porque certamente, não será preciso.

Beijo Vera

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/05/2010 03:51  Atualizado: 20/05/2010 03:51
 Re: Maledicência
Que bela lição! Garanto, a lição foi entendida, internalizada e apreendida!
bjs
Monica

Enviado por Tópico
laroche_l
Publicado: 29/05/2010 03:14  Atualizado: 29/05/2010 03:14
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2010
Localidade:
Mensagens: 706
 Re: Maledicência
No baú das perguntas sem resposta, há sempre lugar para tantas outras.
mas o ciíme é mesquinho, primo do reconhecimento incapaz de aceitar a evidência dec que aqui boa poesia.

Enviado por Tópico
Beija-Flor76
Publicado: 17/06/2010 23:50  Atualizado: 17/06/2010 23:50
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2010
Localidade: PORTUGAL
Mensagens: 2058
 Re: Maledicência
Muito bom, em poucas palavras tantas verdades nuas e cruas, é obra.
E sem sombra de duvida, todos ficarão sete palmos abaixo da terra quando morrerram, sem excessões.

beijinhos
beija-flor

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/06/2010 00:53  Atualizado: 22/06/2010 00:53
 Re: Maledicência
Eu não sou espelho de ninguém, sou espelho de mim!
Logo eu que sou tão docinho!
Dava um belo fado! cantei-o assim.

beijo Vera Silva, cantadora do amor!