https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Relíquias

 
Tags:  lembranças    plenitude    quietude    amplitude    baú  
 

O Sol atravessa a taça
Tecendo nuances de luz
Enquanto vou me aquecendo
Pensando no que me seduz

Minhas lembranças são tão ternas
Consolidam-se em eterno sonhar
Sabores e cores tomam formam
Criações a tranformar

Por dentro, amplitude.
Espaços harmônicos, plenitude.
Por fora, quietude.

Momentos eternizados, cenários nem sempre tradicionais
Colar de pérolas em meu baú
Relíquias em espirais



Cláudia Banegas

 
Autor
Cláudia Banegas
 
Texto
Data
Leituras
2413
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 09/06/2010 21:22  Atualizado: 09/06/2010 21:22
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: Relíquias
Lindo este poema, lembranças nos fazem bem, umas porque nos trazem momentos únicos e outras porque
fazem parte da nossa história. Senti muita paz na leitura, está deveras harmonioso.

beijo
rosa