https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A Bodega

 
Tags:  bar    mendigo    sujo    boteco    baratas  
 
Mais baratas que cadeiras
Menos ar do que poeira
Pelo chão, lixo.
Pelo lixo, ratazanas
Ambiente cheira a bicho
Atendente banguela e manca
Radio de pilha ( ligado na A.M.)
Tocando Altemar Dutra
Tanto chiado que faz
Quase não se escuta
A alegre solidão do mendigo bebado cantando
Cebolas em conserva
Cigarros de contrabando.

Foi amor a primeira vista!!!


Serafim de Dias Santos

 
Autor
SerafimdosSantos
 
Texto
Data
Leituras
980
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
zKdiniz
Publicado: 04/07/2010 22:02  Atualizado: 04/07/2010 22:04
Super Participativo
Usuário desde: 13/06/2009
Localidade: .................................................
Mensagens: 114
 Re: A Bodega
...
sinto o
cheiro
do lugar
e
quero
uma
dose

...
.
Muito bom!

Enviado por Tópico
Inspiração_Estelar
Publicado: 05/07/2010 19:35  Atualizado: 05/07/2010 19:35
Da casa!
Usuário desde: 15/05/2010
Localidade: Portugal
Mensagens: 330
 Re: A Bodega
Sinto o ambiente
Respiro a poeira
Ouço o mendigo
E digo:
Belo poema, obscuro,
Cercado por um muro
De sujidade.
"Foi amor à primeira vista!!!"

bjs

Inspiração