https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O teatro deixou de ser uma festa?!?!

 
Tags:  eterno    teatro    palco    actor    António Feio  
 
Deixei de saber de ti…
Sei que partiste mas não sei onde chegaste
Elevou-te uma nuvem quando adormeceste
Esteve escrito no céu o destino que eu li…

Nos palcos onde brilhaste
Levantou-se o pano carregado de estrelas, para ti
Numa plateia sequiosa dum mestre…
Outrora cheia de brilho emanada da arte que aplaudi.

A nuvem elevou-te num profundo sono
Lágrimas de chuva inundam terra e solo
O teatro deixou de ser uma festa?!?!
Morre na corda bamba a tua guitarra sem som…

Mas tu não, és eterno!!!

 
Autor
Carla Costeira
 
Texto
Data
Leituras
1739
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.