https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Desdobrando o passado

 
Tags:  Desdobrando o passado  
 
Desdobrando o passado

Voltando em casa encontrei muitos espíritos de passarinhos presos, os quais pude soltá-los, alguns doentes não tinham força nem para voar. Desci levitando da laje.
Encontrei meu pai e segurei firmemente as suas mãos, falando o que estava acontecendo, um desdobramento voltando ao passado, podendo assim aproveitar para visitar minha mãe e podermos nos despedir.
Encontramos aquele antigo fusca que muitas alegrias nos proporcionou, meus pais aproveitaram para fazer também mais uma visita à minha avó, só que eles saíram em disparada, corri atrás do veículo, saí levitando mas percebi que tinha mais uma missão a cumprir naquele local.
Andei pela rua deserta, encontrei uma porta entreaberta, empurrei-a e adentrei-me no recinto, vi dois cachorrinhos brancos poodle, percebi que já estava em outro local, já em uma cidadezinha do interior, vi Leide pequenininha com a sua irmãzinha, carreguei-a nos braços, eles estavam festejando uma aniversário, estavam escolhendo familiares para jogar uma partida de futebol, eu como sou “perna-de-pau” preferi me esconder, indo para os fundos do quintal, mas quando cheguei lá vi que estava perdendo a concentração, voltei para a sala e a viagem terminou.


Marcelo de Oliveira Souza



Marcelo de Oliveira Souza,IwA
Dr. Honoris Causa em Literatura
site: www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net - Concurso Literário
blog: http://marceloescritor2.blogspot.com
Instagram: @marceloescritor

Desdobrando o passado

Voltando em casa encontrei muitos espíritos de passarinhos presos, os quais pude soltá-los, alguns doentes não tinham força nem para voar. Desci levitando da laje.
Encontrei meu pai e segurei firmemente as suas mãos, falando o que estava acontecendo, um desdobramento voltando ao passado, podendo assim aproveitar para visitar minha mãe e podermos nos despedir.
Encontramos aquele antigo fusca que muitas alegrias nos proporcionou, meus pais aproveitaram para fazer também mais uma visita à minha avó, só que eles saíram em disparada, corri atrás do veículo, saí levitando mas percebi que tinha mais uma missão a cumprir naquele local.
Andei pela rua deserta, encontrei uma porta entreaberta, empurrei-a e adentrei-me no recinto, vi dois cachorrinhos brancos poodle, percebi que já estava em outro local, já em uma cidadezinha do interior, vi Leide pequenininha com a sua irmãzinha, carreguei-a nos braços, eles estavam festejando uma aniversário, estavam escolhendo familiares para jogar uma partida de futebol, eu como sou “perna-de-pau” preferi me esconder, indo para os fundos do quintal, mas quando cheguei lá vi que estava perdendo a concentração, voltei para a sala e a viagem terminou.


Marcelo de Oliveira Souza

 
Autor
marcelooso
 
Texto
Data
Leituras
828
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.