https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sombrios : 

Meu corpo jaz morto

 
Tags:  morte    corpo    morto  
 
Minha alma grita em desespero profundo
Recolhendo-se na própria dor do corpo
Secando o sangue impuro
E clareando o negro dum dia já morto.

Minha sina marca-me a vida
Não sei se viverei sequer mais um dia
Nem sei se acabarei de escrever este poema
Só sei que nem sempre a minha vida rima.

Sou duma textura fina
Tão frágil como uma flor murcha
Seca sem a rega até duma lágrima
E morro sem que ninguém dê conta.

Meu corpo é espinhoso
De tal modo marcado pelo infortúnio
Enterrado com as suas raízes e com tudo
Jaz morto e moribundo num cemitério vivo.

 
Autor
Carla Costeira
 
Texto
Data
Leituras
1141
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 28/08/2007 20:42  Atualizado: 28/08/2007 20:42
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3711
 Re: Meu corpo jaz morto
Forte... muito forte mesmo!
Se o teu corpo jaz morto num cemitério vivo,talvez todos nós seremos os teus anjos da guarda, que velam pelo bem estar da tua alma viva!

Gostei imenso Carla.

Beijo

Enviado por Tópico
Paulo Afonso Ramos
Publicado: 28/08/2007 21:28  Atualizado: 28/08/2007 21:28
Colaborador
Usuário desde: 14/06/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2081
 Re: Meu corpo jaz morto
Que GRITO introspectivo, que poema forte e belo numa união explosiva
Gostei.
Beijo

Enviado por Tópico
Manuela Fonseca
Publicado: 28/08/2007 21:45  Atualizado: 28/08/2007 21:45
Colaborador
Usuário desde: 13/06/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 885
 Re: Meu corpo jaz morto
Que belo momento de poesia! Belo e forte.

Beijinhos***

Manuela*

Enviado por Tópico
Henrique Pedro
Publicado: 28/08/2007 21:51  Atualizado: 28/08/2007 21:51
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2007
Localidade:
Mensagens: 3702
 Re: Meu corpo jaz morto
A construção poética tem corpo...e alma! O tema, o grito, numa jovem...linda...deixa-me apreensivo.
Um abraço de felicidades.

Enviado por Tópico
Mel de Carvalho
Publicado: 28/08/2007 22:12  Atualizado: 28/08/2007 22:12
Colaborador
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa/Peniche
Mensagens: 1562
 Re: Meu corpo jaz morto
Querida Carla,
do poema, introspectivo e sombrio, nada a obstar!!! Muito bom.
Espero, contudo, que seja apenas um devaneio literário, sem raizes em ti mesma, que te quero ver linda e a sorrir.
(para "negra", basto eu , né???? ).

Beijos, querida Carlita

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 29/08/2007 03:44  Atualizado: 29/08/2007 03:44
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14854
 Re: Meu corpo jaz morto p/ CarlaCosteira
Minha querida amiga

Saudade saudadinha...de ti...
Um belíssimo poema e sei que
é pura poesia que saiu gritando
do teu coração para o mundo e sei
que é fácil estar morta por dentro
e viva neste cemitério da vida...
Parabéns pelo belo poema

meu beijinho de saudade