https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Hoje … sou sómente

 
Hoje não sou o colo, o braço aberto na ventura,
o regaço isento e farto, o peito presenteado,
num enleio colossal e desmedido,
urdido em laços de afectos, de ternura,

não sou as mãos, a boca, o mel
retido no casco tosco de um afundado navio
num mar gelado, para além de frio,
nas águas de um Mar Morto

nem bote a navegar na vela panda
do teu olhar
no espaço lato de um infinito mar

nem tão pouco, nos trópicos,
gotas de sal e suor a escorrerem-se
na pele tostada do teu corpo

nem montanha rasgada na carne
sanguinolenta
pela carência da tua palavra

não sou saudade, não sou vontade,
nem verdade, nem certeza,

… talvez nem mentira seja,

hoje, hoje meu amado, sou o silêncio,
o vácuo denso, a descer-se lento,
cada vez mais baixo,
cada vez mais baço,
sem um queixume, sem um suspiro,
sobre o negrume do próprio nevoeiro,
ao ritmo de um compasso.

Hoje …
sou sómente a distância percorrida
que separa a tua da minha vida.




MT.ATENÇÃO:CÓPIAS TOTAIS OU PARCIAIS EM BLOGS OU AFINS SÓ C/AUTORIZAÇÃO EXPRESSA

 
Autor
Mel de Carvalho
 
Texto
Data
Leituras
1545
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
6
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Le Tab
Publicado: 12/07/2007 19:53  Atualizado: 12/07/2007 19:53
Membro de honra
Usuário desde: 02/02/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 1458
 Re: Hoje … sou sómente
Hoje sou somente, um leitor, que le com emoção o que escreveste de um amor, que já aacabou mas restou a lembrança a dor latente. Hoje sou somente mais um que te le, e fica contente por isso, feliz por saber que posso te ler... Contente pois versas como poucos. Beijos

Enviado por Tópico
LiaPansy
Publicado: 12/07/2007 20:02  Atualizado: 12/07/2007 20:02
Da casa!
Usuário desde: 20/05/2007
Localidade:
Mensagens: 291
 Re: Hoje … sou sómente
Nesse ritmado, a densa bruma um dia dissipar-se-à...
E a tua verdade emergirá, nesse mar infinito...
Caminharás nele, enxuta com o teu sabor a mel e o teu regaço aberto!
Adorei!
Beijinhos

Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 12/07/2007 20:45  Atualizado: 12/07/2007 20:45
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4028
 Re: Hoje … sou sómente
Hoje …
sou sómente a distância percorrida
que separa a tua da minha vida.

BELO!

Mas triste, Amiga, cuidado com esse abismo.

Bjs

Enviado por Tópico
Gilberto
Publicado: 12/07/2007 21:00  Atualizado: 12/07/2007 21:00
Colaborador
Usuário desde: 21/04/2007
Localidade: V.Nde GAIA-Porto
Mensagens: 1804
 Re: Hoje … sou sómente
Poema triste, mas belo...

"Hoje não sou o colo, o braço aberto na ventura,
o regaço isento e farto, o peito presenteado,
num enleio colossal e desmedido,
urdido em laços de afectos, de ternura,"

Gostei muito deste verso!

Beijinho, amiga Mel

Enviado por Tópico
Carla Costeira
Publicado: 12/07/2007 22:55  Atualizado: 12/07/2007 22:55
Colaborador
Usuário desde: 16/02/2007
Localidade: Sintra
Mensagens: 918
 Re: Hoje … sou sómente
Que beleza de poema! ADOREI!!!
Bjs

Enviado por Tópico
Mel de Carvalho
Publicado: 13/07/2007 08:24  Atualizado: 13/07/2007 08:24
Colaborador
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa/Peniche
Mensagens: 1562
 Re: Hoje … sou sómente p/ tds os que me comentaram
Nada me ocorre dizer que não seja simplesmente, obrigada.

Um abraço fraterno
Mel