https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Jardineiro

 
Sentes-te contente?
Por seres tão amado?
Lançaste a semente
Do amor,
E ai, ficou tudo tramado!

A semente germinou
E dela nasceu uma rosa
Tão linda que ficou,
Vermelha e viçosa.

Essa semente é o amor,
O seu espinho
A triste dor,
Mas puro como o linho.

O espinho é a dor,
A saudade, o queixume,
Mas esplêndido é o amor,
Com pitada de ciúme.

Rega bem a rosa,
Nunca a deixes morrer
Deve estar sempre maravilhosa
Para teu olhar embevecer.

É flor encantada
Só para o teu olhar
Deseja ser amada
E contigo sempre ficar.

Belo jardineiro
És um verdadeiro mago
Zelas pelo teu canteiro
E por isso no meu coração sempre te trago.


Patrícia de Portugal

 
Autor
quimera
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1558
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.