https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ócio

 
Há esses papéis amontoados sobre a mesa.
As infinitas manchas redondas de café
Em círculos tão concisos quanto pensamentos
E minha imaginação é um pequeno ciclone.
Sem mais palavras pra encobrir o branco
Sem mais escolhas pra desviar o tédio
Sem mais veredas celestes talhando a varanda e a janela.
E nesse mundo quase fresta,
Tudo que me resta
É esse balançar da copa das árvores,
É esse farfalhar das horas que não passam,
É esse engatinhar
Do futuro que não se apressa.





yuri emanuel

 
Autor
yuriemanuel
 
Texto
Data
Leituras
2820
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.