https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Vania

 
1


Eugénio Trigo

 
Autor
TRIGO
Autor
 
Texto
Data
Leituras
974
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
10
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 01/10/2011 11:48  Atualizado: 01/10/2011 11:48
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2299
 Re: Vania
...
vania

José Lobo Antunes lançou ontem o seu livro a
Comissão das Lágrimas, e é nítido onde ele se
inspirou; deves lê-lo: não foi, provavelmente,
nos pseudo-intelectuais do Minho ou do Luso. Ele
acha-se brilhante nas suas particularidades, eu, ao contrário,
acho os Homens um desespero de rosas ou de pássaros até
atingirem a universalidade ...



muitos beijos


Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 01/10/2011 12:29  Atualizado: 01/10/2011 12:29
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11172
 Re: Vania
Trigo,
Tu e a Vânia são poetas brilhantes neste universo
incomensurável.
Beijo
Nanda


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/10/2011 17:30  Atualizado: 01/10/2011 17:30
 Re: Vania
Um poema divino caro Poeta... Você e a Vânia tem estilos próprios de escrita que nutrem muitos Outros...

Meus parabéns para ambos, nunca deixo de ler seus textos...

Abraços,ALICE


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 01/10/2011 23:19  Atualizado: 01/10/2011 23:19
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Vania
Meu tão querido amigo, se preocupando comigo (coisa mais linda). Fico pensando... que seria de mim sem tua poesia que aqui e agora fala como gesto. Essa alma imensa onde gosto de navegar. Obrigada, por ser quem és. Beijo com noite ensolarada pra ti


Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 05/10/2011 02:41  Atualizado: 05/10/2011 02:41
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: Vania
Encantador o poema, encantador!
Gosto muitíssimo do teu modo de escrever e de estar, Eugenio. Um beijo.