https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Fogo irrequieto

 
Tags:  ciuminho tonto  
 
O rastilho do teu sorriso quente
O véu do ciúme em brasa
Vontade insana de te abraçar
E em fogo irrequieto beijar-te
queimar a minha língua na tua
Mais uma vez.
Só mais uma vez.
Porque me ardem na pele
os dias sem ti.




"A vida é um acto de resistência e de reexistência" - Manuel Rivas

 
Autor
AnaMartins
 
Texto
Data
Leituras
1022
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
6
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 07/08/2011 11:02  Atualizado: 07/08/2011 11:02
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 10240
 Re: Fogo irrequieto
Bom dia Ana, sua personagem quer fazer uma experiência perigosa, esta coisa de beijar-te apenas mais uma vez, não funciona, depois de saborear a saliva quente do outros geralmente se pratica uma seqüência de beijos, parabens pelo seu instigante poema, MJ.


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 09/08/2011 00:49  Atualizado: 09/08/2011 00:49
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Fogo irrequieto
Me agrado desse ciúme! Coisa boa de ler... bjs linda


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/08/2011 12:20  Atualizado: 09/08/2011 12:20
 Re: Fogo irrequieto
Gostei demais deste poema intrigante. Olha que o fogo ao pé da estopa.... Só maia um beijo... Muito sensual

Adoro a tua escrita.

Beijo azulOpen in new window