https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 »
Offline
AnaMartins
OLD PARR & BAILEYS - REVISITADO
Dá às palavras a liberdade de não serem. Toma-as gentilmente como se as levasses numa dança, e põ...
Enviado por AnaMartins
em 27/02/2015 11:30:48
Offline
AnaMartins
SEM OLHAR ATRÁS (RE.)
Entre um golo de Baileys e um tique-taque, matei-te. Deixei-te à deriva no onirismo insano em que...
Enviado por AnaMartins
em 19/01/2015 11:58:57
Offline
AnaMartins
uma espécie de haikai
Estéril o sorriso que não dá à luz o verbo amar
Enviado por AnaMartins
em 04/06/2014 16:53:24
Offline
AnaMartins
AO SEGUNDO OLHAR (REP)
Não te podia ver à minha frente! Literalmente. Entravas no café da minha irmã, e eu evaporava ent...
Enviado por AnaMartins
em 27/11/2013 12:57:28
Offline
AnaMartins
sleep tight
Um dia, vou falar-te do sol que o teu sorriso emana, vou falar-te do teu olhar-céu que ilumina as...
Enviado por AnaMartins
em 25/09/2013 17:35:34
Offline
AnaMartins
dizer que te amo não chega
Dizer que te amo não chega, sei que é um cliché, um lugar comum (ainda não percebes estas palavra...
Enviado por AnaMartins
em 22/03/2013 18:25:57
Offline
AnaMartins
PRIMAVERA EM MIM
Sorrio à palavra que me assalta os lábios quando me olhas Desejo o corpo-fogo que consome poro ...
Enviado por AnaMartins
em 27/09/2012 08:10:19
Offline
AnaMartins
Troca-se
Troco Um pedaço de azul do céu por um sorriso teu, Um luar de verão por uma carícia na alvura d...
Enviado por AnaMartins
em 14/09/2012 17:19:21
Offline
AnaMartins
OLD PARR & BAILEYS (rep.)
Dá às palavras a liberdade de não serem. Toma-as gentilmente como se as levasses numa dança e põe...
Enviado por AnaMartins
em 07/09/2012 17:16:34
Offline
AnaMartins
beijo-te
Escorrem beijos quentes dos meus lábios para o teu corpo Como luas rasgadas, os teus olhos sã...
Enviado por AnaMartins
em 28/08/2012 17:00:37
Offline
AnaMartins
nasci para te amar
Nasci para te amar na cadência do verso na melodia das palavaras Nasci para te amar na fúria de...
Enviado por AnaMartins
em 03/07/2012 08:04:18
Offline
AnaMartins
espera
Resvala em ti cada pensamento de amor, em cada fragmento que salta, um episódio nosso: sorrisos...
Enviado por AnaMartins
em 08/05/2012 12:04:55
Offline
AnaMartins
Memórias (sempre) do Douro
ilusão esperar que a dor passe acreditar que a saudade serena certeza este amor que não ces...
Enviado por AnaMartins
em 17/04/2012 17:09:34
Offline
AnaMartins
Como posso?
Como posso ignorar Esta saudade que queima? Sinto Como posso viver Sem a dança do teu olhar? So...
Enviado por AnaMartins
em 28/03/2012 17:31:25
Offline
AnaMartins
GRITO (reed.)
Um grito desesperado rompendo o silencio doente Uma lágrima fervente Uma voz felina densa, ra...
Enviado por AnaMartins
em 15/03/2012 17:33:27
Offline
AnaMartins
amar é deixar partir
Amar é deixar partir, é saber que cada fragmento de cinza será cristal de doces memórias É esper...
Enviado por AnaMartins
em 12/03/2012 18:31:27
Offline
AnaMartins
AQUÉM (Reed.)
Esquálidos versos cinzelam minhas mãos Nunca uma rima mitigará esta pena gravada no peito Nunc...
Enviado por AnaMartins
em 20/02/2012 17:17:06
Offline
AnaMartins
Antónia (rep.)
Seria mais fácil odiá-lo. Reduzi-lo à insignificância de quem partiu por iniciativa própria sem d...
Enviado por AnaMartins
em 17/02/2012 18:29:09
Offline
AnaMartins
chuva mansa
em cada gota de chuva mansa o beijo que falta dar-te, como se o mundo fosse o que vivemos no enc...
Enviado por AnaMartins
em 02/09/2011 10:56:45
Offline
AnaMartins
Fogo irrequieto
O rastilho do teu sorriso quente O véu do ciúme em brasa Vontade insana de te abraçar E em fogo i...
Enviado por AnaMartins
em 07/08/2011 10:25:09
(1) 2 3 4 »