https://www.poetris.com/
 
Crónicas : 

Audácia

 
Mas que audácia do infeliz... O cravo brigou com a rosa e veio morar no meu nariz.

(Marisa Rosa Cabral)


Falar de mim? O quê?
Sou tempestade em copo d'água... Besta feito uma égua que não se curva e não se dobra, mas, se tu me cobra, eu digo: Sou chuvarada de verão, deserto quanto sertão e ainda ando só, sozinho... Remoendo as mágoas que ninguém ouve e...

 
Autor
Marisa Rosa
 
Texto
Data
Leituras
836
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 21/08/2011 22:45  Atualizado: 21/08/2011 22:45
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15575
 Re: Audácia
adorei! Lembrou-me uma canção querida e muito antiga. obrigado pela nostalgia. Beijos!