https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Reflexo da Alma

 
Tags:  poeta    luz    tempos    sementes  
 
Sou poeta, eu crio.
Gero palavras, as guio.
As transformo, lhes dou corpo,
lhes dou forma, lhes dou luz.
Sou poeta, eu sinto,
e o que sinto, transmito,
divulgo, espalho.
Como sementes, são as minhas palavras.
As solto, para recolher tempos depois.
Multiplicadas.
Minha alma vai com elas, e quando voltam,
ainda carregam a minha essência.
Reflexos, é o que são.
Eu vivo.
Vivo em minhas palavras,
e elas vivem em mim.
Sou poeta, eu as crio,
mas não as crio para mim.


Cláudia Banegas

 
Autor
Cláudia Banegas
 
Texto
Data
Leituras
1405
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
7
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Siljo Paipe
Publicado: 11/10/2007 01:42  Atualizado: 11/10/2007 01:42
Da casa!
Usuário desde: 12/09/2007
Localidade:
Mensagens: 206
 Re: Reflexo da Alma
Geramos mundos onde nos possamos reconhecer e onde outros possam viver, eternamente ou por meros instantes.

Beijos


Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 11/10/2007 01:43  Atualizado: 11/10/2007 01:43
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4528
 Re: Reflexo da Alma
É fascinante sentir, viver as palavras, mas cria-las para os outros. Adorei o seu poema.

Beijinhos


Enviado por Tópico
Luisa Zacarias
Publicado: 03/11/2007 00:56  Atualizado: 03/11/2007 00:56
Colaborador
Usuário desde: 30/08/2007
Localidade: Evora
Mensagens: 666
 Re: Reflexo da Alma/para Cláudia Banegas
Lindo...
a sua raflexão
de "reflexo de alma.
Beijos de luso.


Enviado por Tópico
Cõllybry
Publicado: 03/11/2007 03:02  Atualizado: 03/11/2007 03:02
Colaborador
Usuário desde: 01/04/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 589
 Re: Reflexo da Alma
Belo viver, de uma bela Poetisa...

Doce beijo