https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Alentejo terra d`ouro

 
Alentejo terra pura
Céu azul céu cinzento
Cai a chuva e faz vento
Em terra de agricultura.
Bate o sol em vida dura
E neste nosso tesouro
Onde o campo é tão loiro
Cresce o trigo dá o pão
E se ouve com razão
Alentejo terra d`ouro.

Alentejo bom celeiro
De trigo centeio, cevada
Leite e carne da manada
E até do antigo sobreiro
Em cortiça é o primeiro
Repito mas não invento
Terra de bom alimento
Desde o mel das colmeias
Às mesas de boas ceias
Alentejo bom sustento.

O Alentejo faz-se ouvir
Num silêncio sem idade
E respira suavidade
Sem uma licença pedir
E quem o puder sentir
Repara que é preciso
Que lhe dêem um sorriso
Com poema para cantar
O prazer de lhe chamar
Alentejo paraíso.

Alentejo orgulhoso
Ajudado pelo espaço
Trazes no teu regaço
Um bem tão precioso
Esse som maravilhoso
Que me soa a saudade
Já a eles, felicidade,
Os passarinhos cantando
Em todos inspirando
Alentejo liberdade.

bloackt:


Nascer para ser feliz

 
Autor
bloackt
Autor
 
Texto
Data
Leituras
761
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 11/10/2007 23:23  Atualizado: 11/10/2007 23:23
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3857
 Re: Alentejo terra d`ouro
Ora aqui está um retrato fiel do Alentejo e das suas gentes, da sua riqueza e de tudo o resto que o teu poema tão bem descreve.

Gostei sim senhora!

Beijo

Enviado por Tópico
Valdevinoxis
Publicado: 11/10/2007 23:38  Atualizado: 11/10/2007 23:38
Colaborador
Usuário desde: 27/10/2006
Localidade: Aguiar, Viana do Alentejo
Mensagens: 1997
 Re: Alentejo terra d`ouro
Bela dedicatória! E digo-o com profundo gosto por esta região além Tejo.

Valdevinoxis