https://www.poetris.com/
 
Crónicas : 

Lição de Democracia no Brasil

 
Tags:  eleições  
 
Lição de Democracia no Brasil


O Brasil se caracteriza pela solidez na democracia, os brasileiros já estão acostumados com todos aqueles trâmites que deságuam nas eleições.
As propagandas brotam, as quintas-feiras já estão caracterizadas como “ as quintas do sofrimento”, sempre aparece um partidozinho querendo aparecer diante do sofrido telespectador, mesmo quando não é época de eleição, mas quando está nessa infeliz temporada, aparece um tal de Horário Eleitoral gratuito – até parece que alguém ia querer pagar para ver isso – que aterroriza as pessoas com tantas promessas, as mesmas que o tal candidato fez anos atrás ou foi o candidato do meu amigo? Tanto faz é tudo a mesma coisa, nessa hora aparece tanta propaganda, até o TSE Tribunal superior Eleitoral desce do pedestal e passa a ocupar também a caixinha achatada da sala de visita, dizendo sermos patrões, até hoje tem gente procurando saber de quem é patrão.
Mas o pior de tudo que essa democracia, tanto propalada no mundo todo, tudo que nós podemos é votar, ou melhor, somos obrigados, mesmo não querendo ou não tendo nenhum que mereça, como nenhum está merecendo, a obrigatoriedade do voto está aí.
A televisão alardeia a festa do voto, mas os pobres dos mesários não ganham nenhum “caraminguado” para passar o dia todinho ouvindo reclamações, empurrões e ainda organizar a “dança das cadeiras”.
A eleição termina tudo volta ao “normal”, os políticos voltam a brigar por seus interesses, aqui na Bahia resolveram dar um verdadeira punhalada no servidor, aumentaram assustadoramente o valor do plano de saúde, tem gente que vai pagar um acréscimo de 140,00 reais, uma verdadeira bomba para o orçamento, mas o governo está com um perfeito orçamento; Dilma repete sempre “nós temos reservas acumuladas” ; Wagner diz que a Bahia está crescendo, e o povo perdendo todos os seus direitos, perdendo sua dignidade em troca de viadutos, onde só falam na Copa do Mundo.
Dignidades à parte, perdas e danos para todos os lados, violência, saúde e educação todas perfeitamente “emburacadas”; vocês pensam que não falta mais nada ?
Lei do engano, tem muita coisa ainda, talvez esteja ainda escondida nos inúmeros buracos e crateras soteropolitanas, mas ainda falta impingir o Horário Noturno, digo, Horário de Verão, cujos interesses empresariais afloram a ganância em detrimento de mais sofrimento para toda uma sociedade, que um dia pensou ter o poder de eleger algum representante.


Marcelo de Oliveira Souza


Marcelo de Oliveira Souza,IwA
Dr. Honoris Causa em Literatura
site: www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net - Concurso Literário
blog: http://marceloescritor2.blogspot.com
Instagram: @marceloescritor

Lição de Democracia no Brasil


O Brasil se caracteriza pela solidez na democracia, os brasileiros já estão acostumados com todos aqueles trâmites que deságuam nas eleições.
As propagandas brotam, as quintas-feiras já estão caracterizadas como “ as quintas do sofrimento”, sempre aparece um partidozinho querendo aparecer diante do sofrido telespectador, mesmo quando não é época de eleição, mas quando está nessa infeliz temporada, aparece um tal de Horário Eleitoral gratuito – até parece que alguém ia querer pagar para ver isso – que aterroriza as pessoas com tantas promessas, as mesmas que o tal candidato fez anos atrás ou foi o candidato do meu amigo? Tanto faz é tudo a mesma coisa, nessa hora aparece tanta propaganda, até o TSE Tribunal superior Eleitoral desce do pedestal e passa a ocupar também a caixinha achatada da sala de visita, dizendo sermos patrões, até hoje tem gente procurando saber de quem é patrão.
Mas o pior de tudo que essa democracia, tanto propalada no mundo todo, tudo que nós podemos é votar, ou melhor, somos obrigados, mesmo não querendo ou não tendo nenhum que mereça, como nenhum está merecendo, a obrigatoriedade do voto está aí.
A televisão alardeia a festa do voto, mas os pobres dos mesários não ganham nenhum “caraminguado” para passar o dia todinho ouvindo reclamações, empurrões e ainda organizar a “dança das cadeiras”.
A eleição termina tudo volta ao “normal”, os políticos voltam a brigar por seus interesses, aqui na Bahia resolveram dar um verdadeira punhalada no servidor, aumentaram assustadoramente o valor do plano de saúde, tem gente que vai pagar um acréscimo de 140,00 reais, uma verdadeira bomba para o orçamento, mas o governo está com um perfeito orçamento; Dilma repete sempre “nós temos reservas acumuladas” ; Wagner diz que a Bahia está crescendo, e o povo perdendo todos os seus direitos, perdendo sua dignidade em troca de viadutos, onde só falam na Copa do Mundo.
Dignidades à parte, perdas e danos para todos os lados, violência, saúde e educação todas perfeitamente “emburacadas”; vocês pensam que não falta mais nada ?
Lei do engano, tem muita coisa ainda, talvez esteja ainda escondida nos inúmeros buracos e crateras soteropolitanas, mas ainda falta impingir o Horário Noturno, digo, Horário de Verão, cujos interesses empresariais afloram a ganância em detrimento de mais sofrimento para toda uma sociedade, que um dia pensou ter o poder de eleger algum representante.


Marcelo de Oliveira Souza
 
Autor
marcelooso
 
Texto
Data
Leituras
547
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.