https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

não é nada

 
tropeço na angústia
mastigada, que abandonada
rodopia pelo passeio

não é nada
não é nada que se desvia

 
Autor
Nadir.Caetano
 
Texto
Data
Leituras
434
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 14/10/2011 19:42  Atualizado: 14/10/2011 19:42
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29201
 Re: não é nada
UM POEMA ENCANTADOR, MARAVILHA

MARTISNS


Enviado por Tópico
Ghost
Publicado: 14/10/2011 21:49  Atualizado: 14/10/2011 21:49
Colaborador
Usuário desde: 09/04/2011
Localidade: Lisboa, Portugal
Mensagens: 1822
 Re: não é nada
Olá Nadir. Dou-lhe as boas-vindas ao Luso.
Que belo começo, um mastigar de angùstia, um rodopiar... Um poema triste, simples e que me fez querer ler mais.
As escolhas das suas palvras foram suficientes para descrever esses sentimento que ataca tantos escritores.
Abraços e Felicidades.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/10/2011 23:05  Atualizado: 14/10/2011 23:05
 Re: não é nada
Muito bom mesmo...a angústia é a eterna companheira do homem. Ficou até encantadora nestes versos, sem ser nada...

Abraços