https://www.poetris.com/
 
Textos : 

Coisas só desta forma de estar

 
Tags:  18/08/2008  
 
A colocação de enfeites redondos sobre a forma mais quadrada que cabe nos olhos, mostra que é possível a uma mentira parecer um engano encantador.
Ontem, queria que o comboio não tivesse carruagens, queria que fosse uma enorme e forte locomotiva em que todos atirassem pedras de carvão para o mesmo forno. Hoje também quero e amanhã também vou querer mas, tenho receio... existem muitos fornos e já vejo algumas carruagens.
Se pareço maquinista, é porque estou bem adornado. Se não pareço, é porque não sou e descanso anónimo numa mentira por engano.
Digo o que digo para não dizer mais e fico parado a observar diferentes e iguais.

Valdevinoxis


Nas troikas não há camaradas e da camaradagem não nascem troikas.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
578
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
varenka
Publicado: 25/10/2011 00:01  Atualizado: 25/10/2011 00:01
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2009
Localidade:
Mensagens: 4211
 Re: Coisas só desta forma de estar
E na melhor carruagem possamos passear.Adorei!Abraço.Varenka


Enviado por Tópico
apegaua
Publicado: 25/10/2011 01:53  Atualizado: 25/10/2011 01:53
Da casa!
Usuário desde: 27/07/2010
Localidade: Bresil.
Mensagens: 310
 Re: Coisas só desta forma de estar
Engraçado, não vi nenhuma colaboração do vosso texto para a poesia. Mas me pareceu memórias pessoais.
Que se trabalhada, pode se frutificar.
Ficar bem.
Apegaua.


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 26/10/2011 01:03  Atualizado: 26/10/2011 01:03
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9306
 Re: Coisas só desta forma de estar
Boa noite Valdevino, suas metáforas nos fazem refletir, sobre as verdades dos homens, haja-vista, tratar-se de uma concepção conceitual, muito embora sigamos todos uma serie de convenções
concebidas e outorgadas pela sociedade passada e a vigente também.
parabens pelo seu instigante poema, MJ.