https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Rosa Sangue

 
Tags:  amor    rosa sangue  
 
Rosa Sangue
 
Na veracidade de palavras incertas
Choro a angústia da alegria que fomentei
No ser vasto da obscura e limitada solidão
A minha fúria perde sentidos de cólera
No meu sangue tão sereno
Que solto e salpico
Na Rosa branca de silêncio
Que desconhece o amor
Transforma-se em Rosa sangue
Em que o ignoto sentimento
Sabido se torna ainda mais baluarte
Em que se une a genuidade com a minha força de vida
Fomentando esse tal AMOR.



O Silêncio inspira-me.

"Honra tanto esmero, cala o desespero,
É simples, tudo o que é da vida herdou sentido,
Tem-te se for tido, sabe ser vivido,
Fala-te ao ouvido e nasces tu..."

Rosa Sangue
Amor Electro
 
Autor
EuniceContente
 
Texto
Data
Leituras
2196
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
BerloquesImaginários
Publicado: 11/04/2012 17:49  Atualizado: 11/04/2012 17:49
Da casa!
Usuário desde: 19/07/2011
Localidade:
Mensagens: 241
 Re: Rosa Sangue
Eita Eunice...Amei!!!

Acho que vou seguir esta frase..."A minha fúria perde sentidos de cólera"


Beijo Eunice
Berloques


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/04/2012 18:10  Atualizado: 11/04/2012 18:10
 Re: Rosa Sangue
Gostei muito de ler...." Em que se une a genuidade com a minha força de vida..." Parabéns!