https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sombrios : 

Sem saber onde é o céu

 


Nesta solidão,
nesta eterna escuridão,
invento paisagens,
faço delas miragens.
Trago os olhos fechados,
e as mãos ainda cruzadas,
sobre o peito descarnado.
Tenho o frio na alma,
e o corpo repousa,
numa laje fria,
que esconde as estrelas.
Tenho frio no corpo,
e a alma repousa,
num corpo morto,
sem saber onde é o céu.


" ...descrevo sem fazer desfeita,
meu sofrer e meus amores
não preciso de receita
muito menos prescritores."




 
Autor
LuizMorais
 
Texto
Data
Leituras
569
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
0
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.