https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Os detalhes de um Adeus

 
O velho observa a garota, que observa o rapaz, que observa a mulher, que observa o homem, que observa o dinheiro, que é notado pelo mendigo, que é observado pelo policial que não olha para o carro, que esta sendo assaltado pelo bandido que por um segundo olha para a mulher que cuida do seu filho, que brinca no parque, que olha para o prédio.

E no prédio, o rapaz observa a rua. E do parapeito ele olha a cidade. E os abutres observam o corpo. Que cai.

Lentamente. Que o tempo não perdoa e deixa passar. Os segundos, o minuto.

Que não escuta voz alguma, que o coração ainda vive a pulsar, que pulsa uma vez mais sem se preocupar.
Não tendo ninguém a observar, seu corpo...quando se estatela no chão.

O detalhe da Rosa caindo em meio ao sangue...deu um ar poético à tragédia que, no vácuo de um pensamento, se concretizou.

Lástima!
Meu eu-lírico, se matou.


No quiero ser normal.

 
Autor
marceloinverso
 
Texto
Data
Leituras
742
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 30/05/2012 17:40  Atualizado: 30/05/2012 17:40
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29490
 Re: Os detalhes de um Adeus
Um poema comovente, belíssimo., esta maravilha

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/05/2012 18:46  Atualizado: 30/05/2012 18:46
 Re: Os detalhes de um Adeus
O eu lírico é fenix!
Gostei muito do teu texto!
Niki

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/10/2014 04:20  Atualizado: 06/10/2014 04:20
 Re: Os detalhes de um Adeus
e o meu ficou mudo de espanto,li,li e reli e digo:vc é muito show cara!

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/04/2016 06:28  Atualizado: 21/04/2016 06:28
 Re: Os detalhes de um Adeus
Simplesmente. ...perfeito. Penso , que no corre corre da vida....Se passam despercebidas pessoas e suas feridas....nos altos prédios olhando, a fumaça ao fundo espalhando. ..enquanto a massa caminha cantando...uma única nota, de um fúnebre piano.