https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Quadrilha de mim

 
Tags:  poema    eu    ser    sou    mim    profundo    Quadrilha    Sei  
 


Eu não sei ser profundo
Não sou eloqüente também
Quem sabe seja um moribundo
Quem sabe não seja ninguém

Se, sendo o que sou
Já não sei o que quero
Se, soubesse aonde vou
Saberia desvendar o mistério?

Se fosse o que pensei em ser...
Seria, o que sou agora?
Quereria o que quero ter
Ou seria o que fui outrora?

Eu não sei saber ser coerente
Sabias que sou o que quero?
Quando rio riso irreverente
Navego no mar que impero

Eu sei saber ser o que sou
E tu sabes ser o que é?
Se tentares ir aonde vou
Prepara-te p’ra ires a pé

Até no ato de fingir
Eu mesmo falho
Fingindo até no fingir
Acredita que eu me atrapalho?

Se fosse apenas ser em dia
O que aos outros agrada a prazo
Se fosse, acho que morreria
Ou viveria sempre em atraso

A ordem perante a mim se mantêm
Pelo rei idoso e pela rainha feia
Se pelares mais alguém
É certo que vou p’ra cadeia

Eu não sei saber ser normal
O que é certo e o que é errado.
Se fosse mais imoral
Teria sido espancado?

Se eu soubesse rimar
Até mesmo em dilema
Poderia eu amar
E escrever um poema?

Ouvi rumores que profundo
É lugar que não meço
Se conhecesse o mundo
O saber me seria regresso

De tantos mundos que sei
Como tantos mundos que sou
Às tantas cruzes me dei
E nenhuma delas pregou




No quiero ser normal.

Conheça mais em:
marceloinverso.blogspot.com
 
Autor
marceloinverso
 
Texto
Data
Leituras
907
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
FelipeMendonca
Publicado: 07/01/2013 11:02  Atualizado: 07/01/2013 11:02
Luso de Ouro
Usuário desde: 01/12/2011
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 509
 Re: Quadrilha de mim
Bom poema. Soubes bem conduzi-lo tanto na rima quanto na métrica. Parabéns. Grande abraço.

Enviado por Tópico
MaryDumond
Publicado: 07/01/2013 11:41  Atualizado: 07/01/2013 11:41
Participativo
Usuário desde: 19/10/2012
Localidade:
Mensagens: 30
 Re: Quadrilha de mim
"Até no ato de fingir
Eu mesmo falho
Fingindo até no fingir
Acredita que eu me atrapalho?"

Acredito que sim, eu também

Gostei muito do seu poema

Bjs

Enviado por Tópico
João Marino Delize
Publicado: 07/01/2013 13:35  Atualizado: 07/01/2013 13:35
Colaborador
Usuário desde: 29/01/2008
Localidade: Maringá-
Mensagens: 3109
 Re: Quadrilha de mim
Eu gostei da sua quadrilha
Formada por uma só pessoa
Nem o pai com sua famíla
Dão uma quadrilha tão boa.

abraços